Pedreiro confessa morte de Iasmin e diz que agiu sozinho; coletiva detalhará caso

Crédito da foto: Divulgação

Na versão contada aos investigadores, o pedreiro Marcondes Gomes da Silva, 45 anos, suspeito do desaparecimento da menina Iasmin Lorena de Araújo, 12 anos, confessou que matou a jovem. Ele afirmou que agiu sozinho. As informações são do G1 RN e Tribuna do Norte.

Marcondes Gomes foi preso na tarde desta quinta-feira, 26, em uma praia na cidade de Touros, no Litoral Norte potiguar. Um corpo que pode ser de Iasmin foi encontrado na manhã da última terça-feira, 24, em uma casa onde o pedreiro trabalhava. O imóvel é na mesma rua em que a menina morava.

A motivação do crime e se houve abuso sexual devem ser esclarecidos em coletiva de imprensa ainda na manhã desta sexta-feira (27). A delegada Dulcinéia Costa vai dar informações sobre o teor da oitiva.

Em Natal, Marcondes chegou a acusar a mãe da menina de participação no crime. Ingrid Araújo negou a participação. A própria polícia disse que não acreditava na versão apresentada.

Iasmin Lorena foi vista pela última vez com vida no dia 28 de março, no bairro da Redinha, na Zona Norte de Natal.

0 thoughts on “Pedreiro confessa morte de Iasmin e diz que agiu sozinho; coletiva detalhará caso”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *