Mais de 23 mil casos suspeitos de dengue são notificados e de chikungunya mais que dobram

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), por meio da Subcoordenadoria de Vigilância Epidemiológica (Suvise), divulgou nesta quarta-feira, 7, o novo boletim das arbiviroses no Rio Grande do Norte. O levantamento se refere ao período da semana epidemiológica 01 a 29, encerrada em 20 de julho de 2019.

Segundo a pasta, 23.091 casos suspeitos de dengue foram notificados nos sete primeiros meses do ano no estado. Destes, 4.195 foram confirmados, o que representa uma incidência de 663,72 casos por 100 mil habitantes.

Em 2018, considerando o mesmo período, foram 22.225 casos notificados e 9.946 confirmados, gerando uma incidência de 638,83 casos por 100.000 habitantes. Quanto à classificação, em 2019, do total de 4.195 confirmações, 3.997 casos foram classificados como dengue, 181 como dengue com sinais de alarme e 17 como dengue grave.

Quanto à Chikungunya, da semana epidemiológica 01 a 29 de 2019, foram notificados no estado 6.061 casos suspeitos, sendo confirmados 1.689, representando uma incidência de 174,22 casos por 100.000 habitantes. Em 2018, no mesmo período, foram notificados 2.370 casos, com 808 confirmações, o que significa uma incidência de 68,12 casos por 100.000 habitantes.

Com relação ao Zika vírus, da semana epidemiológica 01 a 29 de 2019, foram notificados 627 casos prováveis, o que corresponde a uma incidência de 18,02 casos por 100.000 habitantes. No mesmo período de 2018, foram 375 notificações, gerando uma incidência de 10,78 casos por 100.000 habitantes. Em 2019, nenhum caso foi confirmado e em 2018, no mesmo período, houve 49 confirmações.

A Sesap realiza ações de prevenção e educação em saúde, bem como orienta e supervisiona o trabalho realizado pelos agentes de endemias nos municípios para controle do vetor, o mosquito Aedes aegypti. Além disso, são realizadas as operações de aplicação do inseticida por meio dos carros fumacê, que devem ocorrer apenas quando houver necessidade do controle de surtos e epidemias por arboviroses.

One thought on “Mais de 23 mil casos suspeitos de dengue são notificados e de chikungunya mais que dobram”

  1. Chiquinho disse:

    Como conselheiro de saúde já alertei e cobrei providências sobre uma possível epidemia em Currais Novos, mais infelizmente não estão dando a atenção devida ao probl
    ema.
    Na próxima reunião do conselho municipal de Saúde vou mais uma vez cobrar providências.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *