Policiais alertam que movimento será retomado se governo não cumprir acordo

Crédito da foto: Divulgação

Os policiais civis e militares do Rio Grande do Norte retomaram as atividades que estavam reduzidas desde o último dia 19. No entanto, as categorias alertam que o movimento pode ser retomado caso os compromissos assumidos pelo Governo do Estado não sejam cumpridos.

A Associação dos Subtenentes e Sargentos Policiais Militares do RN (ASSPMBMRN) informou nesta quimta-feira (11) que a “manutenção do trabalho fica condicionada ao cumprimento dos prazos”.

Os representantes das associações representativas se comprometeram a manter o monitoramento para o cumprimento integral dos acordos firmados no Termo de Ajustamento de Gestão (TAG) com as 25 reinvindicações negociadas com o Governo do Estado. O documento foi assinado na última quarta-feira (10).

Os compromissos assumidos pelo Estado incluem o pagamento do salário referente a dezembro aos servidores ativos, pensionistas e reservistas até esta sexta-feira (12); pagamento do 13º por meio de operação de crédito aprovada por projeto de lei até o final deste mês; plano de curto prazo para a manutenção preventiva das viaturas e equipamentos; fornecimento de fardamento e de todos os materiais necessários para o desenvolvimento das atividades dos policiais e bombeiros; implantação dos salários referentes às novas graduações; e pagamento do incremento financeiro das promoções efetivadas em agosto de 2017, entre outros tópicos.

“Caso o que foi acordado não seja cumprido, o movimento vai voltar. A nossa luta é constante e é por valorização. Queremos segurança, legalidade e dignidade para promover segurança à toda população”, afirmou o subtenente Eliabe Marques, presidente da ASSPMBMRN. A categoria estava mobilizada há 23 dias contra alegada falta de salários e de condições de trabalho.

Policiais Civis

E desde da última terça-feira (09) que os policiais civis do estado decidiram regularizar o atendimento à sociedade nas delegacias. A categoria estava em mobilização desde o dia 20 de dezembro, cobrando o pagamento dos salários atrasados.

Na segunda-feira (08), o Sindicato dos Policiais Civis e Servidores da Segurança Pública (SINPOL-RN) recebeu uma proposta do Governo do Estado, na qual há um compromisso de quitação do pagamento de dezembro também até esta sexta-feira (12).

“Diante das propostas e de contrapropostas que o SINPOL-RN fez, a categoria entendeu por regularizar os atendimentos. Em prol da sociedade, que tem nos apoiado desde o início, decidimos dar esse voto de confiança ao Governo do Estado. Agora, esperamos que o governador cumpra com o que se comprometeu”, disse Nilton Arruda, presidente do Sindicato.

Ele destacou também na ocasião que o entendimento da categoria é que, caso na segunda-feira, dia 15 de janeiro, os pagamentos de dezembro dos ativos, aposentados e pensionistas não tenham sido concretizados, as mobilizações serão retomadas.

0 thoughts on “Policiais alertam que movimento será retomado se governo não cumprir acordo”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia o Jornal Impresso