FPM: Prefeito de Lagoa Nova fala sobre primeira cota do mês de outubro zerada

Luciano Santos disse ao Blog, que a crise, redução nos repasses do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), retenções e/ou descontos e dificuldades para gerir as demandas cotidianas e atender as necessidades da população, são problemas comuns ao dia a dia de Lagoa Nova e dos municípios do Rio Grande do Norte.

Comprometimento

“Hoje dia 10 de outubro tivemos a primeira cota do mês de outubro do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) com saldo zerado. A falta do repasse, pago nesta terça-feira, afeta ainda mais os cofres públicos, que já vêm sofrendo com a diminuição de verbas. O não recebimento do FPM compromete totalmente as finanças, o pagamento de salários dos servidores, fornecedores, etc”, destacou o prefeito.

0 thoughts on “FPM: Prefeito de Lagoa Nova fala sobre primeira cota do mês de outubro zerada”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia o Jornal Impresso