Curso de Direito das universidades públicas estão entre os melhores do país

Crédito da foto: Divulgação/Ufersas

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) divulgou no último sábado, 18, a planilha final do seu último Exame e com boas notícias para os cursos de Direito das universidades públicas em Mossoró.

O curso de Direito da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa) ficou na 1ª colocação. Segundo a OAB, a Ufersa foi a instituição de ensino superior brasileira com curso de Direito que mais aprovou alunos no XXIII Exame.

De acordo com o relatório, a instituição conseguiu aprovar 16 dos 18 inscritos no Exame, o que dá um índice de aprovação de 88,89% de aprovação. A segunda colocada deste ranking, a Universidade Estadual do Oeste do Paraná – Unioeste, teve 80% de aprovação, o que mostra que a Universidade do Semi-Árido ficou isolada dessa vez no topo da lista.

A Universidade do Estado do Rio Grande do Norte UERN (com 65,38% de aprovação) apareceu na décima posição do ranking. Com esse resultado, os cursos de Direito das duas Universidades públicas de Mossoró estão entre os dez melhores do país.

Com índice de aprovação, a UERN foi a instituição estadual com melhor desempenho no Nordeste. Apenas duas universidades estaduais (UERN e UERJ) configuram no ranking da OAB.

O índice de aprovação do curso de Direito da UERN ficou bem acima da média nacional.

Ao todo, 123.107 alunos se inscreveram para este Exame da Ordem em todo o país e, no final, apenas 20.451 conseguiram aprovação, ou seja, 16,6% dos inscritos. No último Exame da OAB, a Ufersa ficou empatada tecnicamente com a Universidade Federal de Viçosa com 84% de aprovação.

Esses excelentes resultados no quadro da OAB, vêm despertando o interesse de alunos de todo o país pelo curso de Direito da Ufersa e chamando a atenção de pesquisadores de outras regiões.

0 thoughts on “Curso de Direito das universidades públicas estão entre os melhores do país”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia o Jornal Impresso