Monthly Archive: março 2018

 

Crédito da Foto: Ney Douglas
A Segurança Pública do Rio Grande do Norte ganhará reforço com a doação de 50 novas viaturas policiais pela Assembleia Legislativa. A entrega acontece na próxima terça-feira (3), em Brasília Teimosa, e vai beneficiar todas as regiões do Estado. De acordo com o presidente da Casa, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB), essa é mais uma ação concreta do Legislativo Estadual objetivando a diminuição dos índices locais de violência.

“A Assembleia Legislativa foi além do seu dever de legislar e transformou economias com o seu custeio em benefícios para a população norte-rio-grandense. Demos a nossa colaboração para a Saúde, com 85 ambulâncias, e agora faremos o mesmo pela Segurança, com as 50 viaturas. No total, serão 135 veículos a serviço dos potiguares”, explica Ezequiel Ferreira.

Depois de completar a doação das ambulâncias a municípios do interior do Rio Grande do Norte, as 50 viaturas serão entregues ao Sistema Estadual de Segurança Pública, beneficiando o Instituto Técnico-Científico de Perícia (ITEP), Corpo de Bombeiros, Polícia Militar (PM), Polícia Civil e o Sistema Penitenciário. O investimento da Assembleia foi na ordem de R$ 5 milhões e a compra realizada com recursos próprios.

O evento irá contar com a presença dos 24 deputados estaduais, que colaboraram com a aquisição e entrega dos veículos. “Todos os parlamentares fizeram a sua parte, convergindo no mesmo pensamento de reduzir custos para viabilizar benefícios”, destaca o presidente da Assembleia.

Jornalistas de todo o Estado serão homenageados na Assembleia Legislativa do RN, no próximo dia 6 de abril. A sessão solene marcada para as 9h, no plenário do legislativo estadual, destacará a trajetória de 24 profissionais, além de homenagem in memoriam ao jornalista Luís da Câmara Cascudo.

“A sessão solene representa o reconhecimento do Poder Legislativo aos profissionais da notícia, os jornalistas do Rio Grande do Norte que fazem do seu ofício um importante instrumento de transformação social”, declarou o presidente da Assembleia, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB).

Multifacetado, Luís da Câmara Cascudo foi, além de jornalista, advogado, antropólogo e historiador. Atuou no jornalismo nos veículos “A Imprensa”, “A República” e o “Diário de Natal” e é autor de livros aclamados nacional e até internacionalmente.

Os homenageados pelos deputados são:

Albert Dickson

Diassis Oliveira
Natural de Umarizal, formada pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Atualmente é apresentadora do Jornal do RN, da TV União, assessora de imprensa e faz participações jornalísticas em programas de rádio.

Carlos Augusto Maia

Christian Lira de Vasconcelos
Atuou como jornalista em diversas funções nos setores público e privado. Dirigiu diversas campanhas eleitorais, foi diretor do Sindicato dos Jornalistas e assessorou várias entidades sindicais. Hoje é assessor de comunicação do Sindicato dos Petroleiros e Petroleiras do RN, e também milita na área cultural, colaborando com os projetos “Narrativas do Silêncio” e “Caravana de Escritores Potiguares”.

Cristiane Dantas

Ohara Oliveira
Advogada e jornalista com atuação pelas redações da TV Universitária, TV Câmara e Sim TV. É redatora, há nove anos, do Jornal 96, na 96 FM. Na TV Assembleia, é repórter há 10 anos, onde se especializou e atua exclusivamente na cobertura dos trabalhos parlamentares.

Dison Lisboa

João Maria Medeiros
Atuou em redações da TV Cabugi e Diário de Natal. Fundador e primeiro diretor do curso de Comunicação Social da UNP. Professor substituto na UFRN nos cursos de Jornalismo e Radialismo. Atualmente é diretor da Dois.A Publicidade e nos últimos 20 anos tem atuado com Marketing Político no RN, MT e SP.

Ezequiel Ferreira

Ciro Pedroza
Jornalista, radialista e publicitário. É apresentador e comentarista de rádio, assessor de imprensa do Tribunal Regional do Trabalho e consultor de Marketing Político e Comunicação. Mestre em Ciências da Comunicação pela ECA/USP.

Câmara Cascudo (in memoriam)
Historiador, antropólogo, advogado e jornalista. Começou o trabalho como jornalista aos 19 anos em “A Imprensa” e depois passou pelo “A República” e o “Diário de Natal”. Nos anos 1960 já havia publicado quase 2.000 textos. Câmara Cascudo passou toda a vida em Natal e dedicou-se ao estudo da cultura brasileira.

Fernando Mineiro

Rafael Duarte
Repórter e editor da Agência Saiba Mais. Foi repórter no Diário de Natal, Tribuna do Norte e Novo Jornal. Além do setor privado, também atuou na imprensa sindical e na administração pública, onde foi chefe do Núcleo de Audiovisual e Novas Mídias na Funcarte e assessor de imprensa. É autor da biografia “O Homem da Feiticeira – a história de Carlos Alexandre”.

Galeno Torquato

Osair Vasconcelos
Acumula experiência nos jornais A República, Tribuna do Norte e Diário de Natal. Foi correspondente de O Estado de São Paulo, Jornal da Tarde, Rede Globo e chefe de redação da TV Cabugi. Atuou também na Band Natal. É autor de “Encontros Passageiros com Pessoas Permanentes”, “A Cidade que Ninguém Inventou”, “As Pequenas Histórias” e “Humor no Conto Potiguar”. Atualmente é Secretário de comunicação do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte.

George Soares

Gerlane Lima
Jornalista formada pela UFRN e pós-graduada em Gestão Pública. Soma 11 anos de profissão acumulados em campos de atuação como rádio, TV, assessoria de imprensa e portal de notícia. Começou como estagiária da Oficina da Notícia, foi repórter e editora do Portal Nominuto, passando pela Rede TV, Band Natal e TV Câmara. Atualmente é apresentadora do Jornal 96 e coordenadora de Comunicação na Assembleia Legislativa.

Getúlio Rêgo

Jean Valério
Sócio na Acarta Comunicação, diretor da Revista Negócios, comentarista político e econômico do Jornal do Dia, apresentador no Repórter 98. Foi secretário de Comunicação de Natal, Secretário da Copa do Mundo e Esportes de Natal, editor em O Jornal de Hoje e Correio da Tarde, diretor da Band e diretor de projetos editoriais e assessorias de imprensa.

Gustavo Carvalho

Alex Viana
Já atuou no Jornal de Natal, Tribuna do Norte, Diário de Natal e O Jornal de Hoje. Atuou como repórter de Política, editor e colunista de O Jornal de Hoje e do JH Primeira Edição. Também passou pela TV Câmara, TV União e Rádio Cidade. Apresenta o Cidade Agora e é fundador e editor-diretor do jornal Agora RN e do Portal de Notícias Agora RN.

Gustavo Fernandes

Ilana Albuquerque
Primeira mulher editora-chefe em uma redação de jornal impresso em Natal, o extinto Correio da Tarde. Começou como repórter do extinto Jornal de Natal, passando pela Tribuna do Norte, O Jornal de Hoje, TV Ponta Negra, TV Câmara Natal. É editora-chefe do Portal No Ar.

Hermano Morais

Felinto Rodrigues
Proprietário das rádios 98FM e 89 FM, onde atua diariamente no programa “Repórter 98”. Aos 21 anos foi eleito vereador pela União Democrática Nacional e reeleito quatro anos depois.

Jacó Jacome

Luan Xavier
Atuou nos jornais Diário de Natal, Novo Jornal e O Estado de São Paulo, como correspondente na Copa do Mundo FIFA 2014. Foi comentarista e apresentador na rádio CBN Natal, RedeTV! E Esporte Interativo. Autor do livro “A Bruxa”, que narra a trajetória do jogador marinho Chagas, é assessor de imprensa e sócio executivo de agência de comunicação e marketing.

José Adécio

Ivo Freire
Foi editor de política de O Jornal de Hoje, chefe de reportagem do Jornal de Natal, repórter da Tribuna do Norte e TV Cabugi e atuou no jornalismo sindical na assessoria de imprensa do Sindicato dos Bancários do RN. Hoje dedica-se a assessoria do Governo do Estado.

José Dias

Marília Rocha
Jornalista formada pela UFRN e pós-graduada em Gestão Pública já atuou nas redações do portal Nominuto, Tv Ponta Negra, Tribuna do Norte e Tv Assembleia. Também possui experiência em campanhas políticas, emissoras de rádio, agência de publicidade e assessoria de imprensa nos setores privado e público, além de classes médicas. Vencedora de três prêmios de jornalismo. Atualmente é Diretora de Comunicação Institucional da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte.

Kelps Lima

Washington Rodrigues
Fundador da Revista Deguste, soma 18 anos de trabalho nos jornais Tribuna do Norte e Diário de Natal e na revista RN Econômico. Possui experiência na área pública como assessor de imprensa e em campanhas políticas.

Larissa Rosado

Saulo Vale
Natural de Mossoró, já atuou na Gazeta do Oeste e Tv Cabo Mossoró e na assessoria de comunicação da Prefeitura de Mossoró. Atualmente apresenta o Jornal da Tarde, na Rádio Rural de Mossoró, é correspondente de rádios e mantém o blogwww.saulovale.com.br.

Márcia Maia

Cledivânia Pereira
Atua como editora executiva na Tribuna do Norte e colaboradora para a Folha de São Paulo. É professora nas pós-graduações de Mídias Digitais da UnP, Estácio, Unifacex e da Pós da Escola da ALRN. Conquistou 15 prêmios de jornalismo impresso e online. Mestranda em Estudos da Mídia (UFRN), Especialista em Mídias Digitais pela UnP e em Gestão de Marcas (UFRN).

Nelter Queiroz

Jackson Dantas Filho
Graduado pela UFRN em Radialismo e Jornalismo, com especialização em Assessoria de Imprensa e Marketing Digital, é assessor de imprensa do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde do RN e do deputado estadual Nelter Queiroz (MDB).

Raimundo Fernandes

Mariana Vieira
Iniciou sua trajetória profissional na 95FM onde começou como redatora e apresentou um programa diário nas manhãs da rádio. Atuou também como assessora de imprensa na Câmara Municipal do Natal. Passou pelas redações da Tv Ponta Negra e Rede TV. Atualmente trabalha na Tv Assembleia e participa do programa “Meio Dia – RN” na 98fm.

Ricardo Motta

Anna Karlla Fontes
Natural de Caicó, exerce há 23 anos o jornalismo. Atuou em agências de propaganda e produtoras, mas foi nas redações de jornais, incluindo a correspondência do Seridó para o extinto Diário de Natal. É servidora pública de carreira e há mais de uma década se dedica à Assessoria de Comunicação da Assembleia Legislativa.

Souza

Emery Costa
Iniciou sua carreira em setembro de 1963, na Rádio Rural de Mossoró, deu voz aos programas Ponto por Ponto e Grande Jornal. Durante sua trajetória de mais de 50 anos no jornalismo, também atuou como colunista no jornal O Mossoroense e fez parte da equipe da rádio 93 FM. Encerrou suas atividades na Rádio Rural no dia 28 de fevereiro deste ano.

Tomba Farias

Gunther Guedes
Jornalista e assessor de imprensa, atua como coordenador de Mídias Sociais na RAF Comunicação e Marketing. É pesquisador ávido da área de mídias sociais, com foco em campanhas de performance, SEO e Analytics. Formado pela UFRN, tem pós-graduação em Publicidade e Marketing na Gestão de Marcas e é mestrando em Estudos da Mídia.

Vivaldo Costa

Rodrigo Rafael
Jornalista formado pela Universidade Potiguar (UnP), atua há 14 em assessoria de imprensa. Atuou também no jornalismo digital, trabalhou em campanhas políticas e teve participação na Rádio Rural de Caicó, em 2014. Está cursando Pós-Graduação em  Comunicação Pública e fez cursos de especialização na Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), em São Paulo. Atualmente é diretor de Representação Institucional da Assembleia Legislativa.

Crédito da foto: EBC/Arquivo

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) registrou em fevereiro 3.504.188 linhas móveis no Rio Grande do Norte. O número é 0,39% menor do que registrado em janeiro deste ano, que apresentou 3.517.809 linhas de telefonia móvel.

Ainda de acordo com o órgão, em 12 meses, a redução do serviço móvel pessoal no estado é de 247.123 linhas móveis. Em fevereiro do ano passado, o RN registrava 3.751.311 linhas. A queda no período é de 6,69%.

Na comparação com o mês anterior, seis estados da Região Norte apresentaram crescimento no número de linhas móveis em fevereiro: Amazonas, Amapá, Maranhão, Roraima, Santa Catarina e São Paulo. Os demais estados registraram queda.

Em 12 meses, três estados apresentaram crescimento nas linhas móveis: São Paulo com adição de 232.965 linhas (+0,38 %), Amazonas com aumento de 32.233 linhas (+0,93%), e Roraima com acréscimo de 7.148 linhas (+1,49%). Os demais apresentaram redução.

Crédito da foto: Antônio Cruz/Agência Brasil – Antônio Cruz/Agência Brasil)

A Presidência da República divulgou nota oficial na noite desta sexta-feira (30) para rebater a acusação de que o presidente Michel Temer teria agido para beneficiar amigos empresários na edição do Decreto dos Portos, no ano passado, em investigação conduzida pela Procuradoria Geral da República (PGR).

“Tal decreto nasceu após criação de grupo de trabalho pelo Ministério dos Transportes que realizou amplo e público debate, em reuniões que ocorreram entre setembro de 2016 e maio de 2017”, diz a nota. Segundo o governo federal, “autoridades tentam criar narrativas que gerem novas acusações” e o decreto editado em 2017 não se aplica à empresa Rodrimar S/A, acusada de ter sido beneficiada nas regras de licitação aprovadas para o setor de portos.

“O fato é que a Rodrimar não se encaixa neste parágrafo, neste artigo, no todo do decreto ou na sua interpretação, por mais ampla que se queira, conforme despacho do Ministério dos Transportes: ‘Conclui-se que as disposições do decreto número 9048/17 não se aplicam aos contratos da empresa Rodrimar S/A’. (…) Todas as áreas da Rodrimar serão relicitadas”, diz a nota.

Sem apontar nomes, o Palácio do Planalto afirmou que “tentam mais uma vez destruir a reputação do presidente Michel Temer. Usam métodos totalitários, com cerceamento dos direitos mais básicos para obter, forçadamente, testemunhos que possam ser usados em peças de acusação”.

Ainda de acordo com a nota oficial da Presidência da República, a investigação em curso atropela fatos e a verdade para retirar Michel Temer da vida pública e “impedi-lo de continuar a prestar relevantes serviços ao país”. “Bastou a simples menção a possível candidatura para que forças obscuras surgissem para tecer novas tramas sobre velhos enredos maledicentes. No Brasil do século XXI, alguns querem impedir candidatura. Busca-se impedir ao povo a livre escolha”, acrescenta o governo.

Reunião

O presidente Michel Temer passou parte da tarde de reunido com o advogado Antônio Claudio Mariz de Oliveira, no Palácio do Alvorada, acompanhado de alguns ministros e auxiliares mais próximos, como Moreira Franco (Secretaria Geral), Gustavo do Vale Rocha (Direitos Humanos) e Márcio Freitas (Secretaria de Comunicação Social). Depois que Mariz deixou o Planalto, chegou ao local o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Sergio Westphalen Etchegoyen. O grupo permaneceu reunido até por volta das 19h, quando foi divulgada a nota oficial.

Operação Skala

Ontem (29), a Polícia Federal (PF) prendeu, em caráter temporário (por cinco dias), o advogado José Yunes, ex-assessor da Presidência da República. As medidas foram determinadas pelo ministro Luís Roberto Barroso, relator do chamado Inquérito dos Portos, no Supremo Tribunal Federal (STF). Além de Yunes, foram presos durante a Operação Skala, da Polícia Federal (PF), o ex-ministro da Agricultura e ex-presidente da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), Wagner Rossi, e o presidente do Grupo Rodrimar, Antônio Celso Grecco. Também foi preso, em São Paulo, o coronel aposentado João Batista Lima, amigo do presidente Temer

A empresária Celina Torrealba, uma das proprietárias do Grupo Libra, que também atua no ramo portuário, foi detida em seu apartamento, no Rio de Janeiro. No mesmo dia, o ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, disse que a prisão de pessoas ligadas ao presidente não enfraquecem o governo e que o presidente “não tem a ver com isso”. O inquérito apura o suposto favorecimento da empresa Rodrimar S/A por meio da edição do chamado Decreto dos Portos (Decreto 9.048/2017), assinado por Temer em maio do ano passado.

Confira a íntegra da nota oficial Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República:

“O decreto dos portos, sob o qual está amparada a investigação sobre supostos benefícios à empresa Rodrimar, diz literalmente em seu Artigo 47-A, § 3º: “O disposto neste artigo não se aplica aos contratos firmados antes da vigência da Lei 8.830, de 25 de fevereiro de 1993”.

A mais rasa leitura do decreto teria enterrado, no ano passado, o pedido de abertura de tal investigação pelo então procurador-geral da República Rodrigo Janot. O fato é que a Rodrimar não se encaixa neste parágrafo, neste artigo, no todo do decreto ou na sua interpretação, por mais ampla que se queira, conforme despacho do Ministério dos Transportes: “Conclui-se que as disposições do decreto número 9048/17 não se aplicam aos contratos da empresa Rodrimar S/A”.

Tal decreto nasceu após criação de grupo de trabalho pelo Ministério dos Transportes que realizou amplo e público debate, em reuniões que ocorreram entre setembro de 2016 e maio de 2017. Todas as áreas da Rodrimar serão relicitadas.

Sem ter fatos reais a investigar, autoridades tentam criar narrativas que gerem novas acusações. Buscam inquéritos arquivados duas vezes pelo Supremo Tribunal Federal, baseados em documentos forjados e já renegados formalmente à justiça, e mais uma vez em entrevista à revista Veja deste final de semana.

Tentam mais uma vez destruir a reputação do presidente Michel Temer. Usam métodos totalitários, com cerceamento dos direitos mais básicos para obter, forçadamente, testemunhos que possam ser usados em peças de acusação. Repetem o enredo de 2017, quando ofereceram os maiores benefícios aos irmãos Batista para criar falsa acusação que envolvesse o presidente. Não conseguiram e repetem a trama, que, no passado, pareceu tragédia, agora soa a farsa.

O atropelo dos fatos e da verdade busca retirar o presidente da vida pública, impedi-lo de continuar a prestar relevantes serviços ao país, como ele fez ao superar a mais forte recessão econômica da história brasileira. Bastou a simples menção a possível candidatura para que forças obscuras surgissem para tecer novas tramas sobre velhos enredos maledicentes. No Brasil do século XXI, alguns querem impedir candidatura. Busca-se impedir ao povo a livre escolha. Reinterpreta-se a Constituição, as leis e os decretos ao sabor do momento. Vê-se crimes em atos de absoluto respeito às leis e total obediência aos princípios democráticos.”

Crédito da foto: Marcos Santos/USP Imagens

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou que a bandeira tarifária seguirá verde no mês de abril, sem custo para os consumidores.

Segundo a Aneel, o acionamento desta bandeira indica a manutenção das condições favoráveis de geração hidrelétrica no Sistema Interligado Nacional.

Apesar da bandeira verde, a agência relata que é importante que os consumidores mantenham as ações relacionadas ao uso consciente e combate ao desperdício de energia elétrica.

O sistema de bandeiras tarifárias sinaliza o custo real da energia gerada, possibilitando aos consumidores o bom uso da energia elétrica. O funcionamento das bandeiras tarifárias é simples: as cores verde, amarela ou vermelha (nos patamares 1 e 2) indicam se a energia custará mais ou menos em função das condições de geração.

A bandeira de maio deverá ser anunciada no dia 27/4. Confira abaixo calendário previsto de divulgação das bandeiras tarifárias para o ano de 2018.

Crédito da foto: EBC/Arquivo- informações do IBGE

A taxa de desocupação no último trimestre encerrado em fevereiro deste ano voltou a crescer. De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad-C), divulgada hoje (29), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) aponta que o desemprego atingiu 12,6%. Com isso, o país passa a ter 13,1 milhões de desempregados.

A população desocupada (13,1 milhões) aumentou 4,4%, ou seja, mais 550 mil pessoas em relação ao trimestre anterior (12,6 milhões). No confronto com igual trimestre do ano anterior, quando havia 13,5 milhões de desocupados, houve queda (-3,1% ou menos 426 mil pessoas nesta situação).

A população fora da força de trabalho (64,9 milhões de pessoas) cresceu 0,8% (ou mais 537 mil pessoas) em relação ao trimestre de setembro a novembro de 2017 e chegou ao seu maior nível na série histórica da PNAD Contínua, iniciada em 2012. Frente ao mesmo trimestre de 2017, houve estabilidade.

A população ocupada (91,1 milhões) recuou (-0,9% ou menos 858 mil pessoas) em relação ao trimestre anterior. Em relação ao mesmo trimestre de 2017, houve aumento (2,0% ou mais 1,7 milhão de pessoas ocupadas).

O número de empregados com carteira de trabalho assinada (33,1 milhões) ficou estável frente ao trimestre anterior (setembro a novembro de 2017). No confronto com o trimestre de dezembro/2016 a fevereiro/2017, houve queda (-1,8% ou menos 611 mil pessoas). Esse contingente chegou ao seu menor nível na série histórica desde 2012.

O número de empregados sem carteira de trabalho assinada (10,8 milhões) recuou (-3,6%, ou menos 407 mil pessoas) em relação ao trimestre anterior, mas subiu 5,0% (mais 511mil pessoas) em relação ao mesmo trimestre do ano anterior.

A categoria dos trabalhadores por conta própria (23,1 milhões de pessoas) ficou estável em relação ao trimestre de setembro a novembro de 2017. Em relação ao mesmo período do ano anterior, houve alta de 4,4% (mais 977 mil pessoas).

O rendimento médio real habitual (R$ 2.186) no trimestre de dezembro de 2017 a fevereiro de 2018 ficou estável frente ao trimestre de setembro a novembro de 2017 (R$ 2.165) e também em relação ao mesmo trimestre do ano anterior (R$ 2.148).

A massa de rendimento real habitual (R$ 194,1 bilhões) ficou estável em relação ao trimestre móvel de setembro a novembro de 2017. Frente ao mesmo trimestre do ano anterior, houve aumento de 4,1%, ou mais R$ 7,6 bilhões.

Crédito da foto: EBC

Começa a valer a partir deste sábado, 31, a alta de 2,84% no preço dos medicamentos vendidos com receita. A adequação autorizada pelo governo federal foi publicada na edição extraordinária do Diário Oficial da União (DOU) da última quinta-feira, 29, em resolução da Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (Cmed).

A cada ano, o governo define um valor para o reajuste. Em 2018, será de 2,09%, 2,47% ou 2,84%, dependendo do medicamento. Os índices ficaram abaixo da inflação de 2017, que foi de 2,95%.

Isso não provoca aumentos automáticos nem imediatos nas farmácias e drogarias, de acordo com o Sindusfarma (Sindicato da Indústria de Produtos Farmacêuticos no Estado de São Paulo). Segundo a entidade, cerca de 13 mil tipos de medicamentos disponíveis no mercado devem ser atingidos pelo reajuste.

Crédito ASSECOM

O agendamento eletrônico para emissão de identidades chegou a Central do Cidadão de Currais Novos, localizada Praça Cristo Re. O atendimento será feito a partir do dia 2 de abril, próxima segunda-feira. Para marcar a data e horário do atendimento, basta acessar o site central.rn.gov.br. É necessário fazer um cadastro prévio para adquirir o login e a senha do usuário.

O sistema de agendamento eletrônico foi concebido em parceria com a Secretaria de Estado do Trabalho e da Assistência Social (Sethas) e têm contribuído para uma melhora significativa no atendimento relativo à emissão de identidades.

“O agendamento eletrônico torna o atendimento mais humanitário, tanto para população quanto para o servidor, que consegue organizar seu trabalho e atender de forma mais democrática”. Afirmou Josebias Ferreira, diretor do Instituto de Identificação do Itep.

Em relação à logística do sistema, o gestor revela que as datas para marcar os atendimentos são disponibilizadas semanalmente por questões estratégicas do órgão.

Crédito da Foto: João Gilberto
O presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB), anunciou nesta terça-feira (27) diante de aproximadamente 80 prefeitos, a formação de uma comissão de parlamentares para pleitear junto ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) medidas que amenizem a situação fiscal dos municípios.

“Vamos defender junto ao Tribunal de Contas do Estado um olhar mais cuidadoso sobre as prefeituras. Formaremos essa comissão e iremos discutir com o TCE. Se em outros Estados essas mudanças aqui pleiteadas vêm sendo implementadas, também podemos nos unir e fazermos o mesmo no Rio Grande do Norte”, destacou o presidente da Assembleia Legislativa.

Os prefeitos se uniram e apresentaram ao Legislativo através da Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte (Femurn) o pedido para que haja revisão nos cálculos sobre recursos federais aportados para os municípios, especialmente os que são empregados para a saúde. Atualmente, tais recursos são considerados pelo TCE para fins de cumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal, o que está levando 75 municípios a ficarem acima dos limites estabelecidos na LRF.

“A Assembleia Legislativa tem sido parceira dos municípios. O recente gesto do programa de fortalecimento da saúde através da ambulancioterapia foi um desses exemplos. Confiamos que essa parceria vai permitir que os deputados desta Casa encampem esta luta, sob pena de nossas cidades se inviabilizarem de vez”, analisou o presidente da Femurn, Benes Leocádio.

O prefeito de Patu, Rivelino Câmara (MDB) explicou como tem sido a situação no seu município, semelhante ao que atravessa muitas cidades no Estado. “Estamos vivendo quase em regime de prisão domiciliar. Não podemos sair às ruas porque somos escorraçados, cobrados por algo que não podemos fazer. E os órgãos de controle não têm tido a sensibilidade de que necessitamos. Precisamos do apoio da Assembleia Legislativa para essa luta”, destacou prefeito de Patu.

Dezenove deputados estaduais presentes à discussão no Auditório Cortez Pereira reforçaram as intenções defendidas pelo presidente da Casa. Além do pleito junto ao TCE, os parlamentares se mostraram solidários às dificuldades que os prefeitos têm atravessado para conseguir fechas as contas dos municípios.

Crédito da foto: Carlos Costa  CÉSAR SANTOS

A deputada estadual Larissa Rosado saiu do PSB para o PSDB, levando todo o grupo político liderado pela vereadora Sandra Rosado, que também se filiará a sigla tucana.

Larissa deixou o PSB desde sexta-feira da semana passada (23), mas só hoje (28) confirmou a sua saída e o ingresso no PSDB.

Sandra Rosado, que não poderia trocar de partido na chamada “janela partidária”, já que o seu cargo não estará em disputa nas eleições deste ano, pediu e obteve autorização do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RN).

O rosadismo estava há 13 anos no PSB. Chegou em 2005, pelas mãos da então governadora Wilma de Faria (falecida em 2017), saindo do PMDB onde grupo estava enraizado há década, sob a liderança do ex-deputado federal Vingt Rosado, pai de Sandra e avô de Larissa.

A transferência do rosadismo para o PSDB foi costurada pelo presidente do partido no RN, Ezequiel Ferreira de Souza, que também é presidente da Assembleia Legislativa. Em janeiro, no período de férias, Ezequiel foi recebido por Sandra e Larissa na casa de praia em Tibau, quando mostram afinidade.

O almoço, que contou com políticos e lideranças regionais, também a presença da prefeita de Mossoró, Rosalba Ciarlini (PP), com quem o rosadismo iniciou parceria política nas eleições 2016, depois de quatro décadas como adversários.

Rosalba, a princípio, mostra-se simpática ao desembarque do rosadismo no PSDB.

Com a filiação de Larissa Rosado o ninho tucano potiguar passa a ter seis deputados estaduais: Ezequiel Ferreira (presidente), Gustavo Carvalho, Raimundo Fernandes, José Dias e Márcia Maia.

E tem a possibilidade de ganhar mais um deputado estadual até o fechamento da janela partidária. Trata-se de Tomba Faria, que manifestou o desejo de sair do MDB para o PSDB, porém, a sua decisão ainda não tomada.

A filiação de Larissa e Sandra Rosado está marcada para segunda-feira (1º de abril), no auditório do Arituba, em Natal, às 16h. Na ocasião, o PSDB filiará o ex-governador e ex-senador Geraldo Melo, como opção para a disputa majoritária em 2018.

O Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) realiza na próxima segunda-feira (2), uma reunião extraordinária, no Hotel Arituba, às 16h, na Av. Hermes da Fonseca, 1542 – Tirol.  O presidente da sigla no Rio Grande do Norte, deputado Ezequiel Ferreira de Souza irá abonar filiações de várias lideranças. Confirmado nesta terça-feira (27), o retorno do ex-senador Geraldo Melo, que também já governou o Rio Grande do Norte e que este ano vai disputar uma vaga na chapa majoritária, pelo PSDB. A deputada estadual Larissa Rosado, que tem bases no Oeste Potiguar é outro nome confirmado para ingressar no partido.

O PSDB chega ao cenário político de 2018 valorizado por ser o 3º maior partido do Rio Grande do Norte, com um deputado federal (Rogério Marinho), um senador suplente (Valério Marinho), cindo deputados estaduais (Ezequiel Ferreira de Souza, Gustavo Carvalho, Márcia Maia, José Dias e Raimundo Fernandes), 107 vereadores, 30 prefeitos e vice-prefeitos, e conta com 150 diretórios e comissões provisórias em 167 municípios do Estado.

“Quando assumi a presidência do partido, em maio do ano passo, disse que o PSDB teria robustez para interferir no tabuleiro eleitoral do Estado e este cenário se tornou realidade”, disse Ezequiel Ferreira ao citar que o PSDB está em todo o Brasil e que os homens e mulheres do PSDB acreditam que a política deve ser exercida com ética, honestidade e a favor do Brasil.

Crédito: ASCOM-Reitoria/UFRN – Foto: Cícero Oliveira

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) recebeu a visita do embaixador de Israel no Brasil, Yossi Shelley, na tarde desta segunda-feira, 26, na sala de Reuniões da Reitoria. O encontro teve o objetivo de estreitar parcerias científicas. Reafirmando a missão da Universidade de transformar conhecimento em bens sociais, a reitora Ângela Maria Paiva Cruz lembrou que a UFRN já possui parceria com pesquisadores de Israel e um convênio com a Universidade Ben-Gurion.

Em seguida, a Secretaria de Relações Internacionais e Interinstitucionais (SRI-UFRN) apresentou um panorama atual da instituição de ensino, que hoje possui cerca de 45 mil alunos em mais de 300 cursos de graduação, pós-graduação e técnicos, sendo responsável  por 90% da produção científica do estado.

Visitando pela primeira vez a UFRN, o embaixador Yossi Shelley falou sobre a importância das parcerias entre os pesquisadores e que considera a educação como a melhor arma para fazer a defesa de um povo e de um estado.

Além da reitora e do embaixador, o encontro contou com as participações dos secretários de Relações Internacionais e Interinstitucionais, Márcio Venício Barbosa e Renata Archanjo, e da professora do curso de Fisiologia da UFRN, Ana Carolina Luchiari, cuja produção possui estreita ligação e contribuição de pesquisadores israelenses.

Crédito das Fotos:  Eduardo Maia
O presidente da Assembleia Legislativa do RN, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB), recebeu na manhã desta quinta-feira (22), a visita institucional de representantes da Câmara Municipal de Serra Negra do Norte, no Seridó. As lideranças políticas apresentaram pleitos ao parlamentar e relataram dificuldades para a população, principalmente agravadas pela seca.

“Serra Negra do Norte é um município pujante, que assim como outros, teve sua economia fortemente prejudicada pela seca. Nossas ações são no sentido de trazer benfeitorias principalmente aos que vivem da atividade produtiva”, afirmou o deputado Ezequiel.

Estavam presentes o presidente do legislativo municipal, Flávio Barros Bezerra, além dos vereadores Francisco Inácio Neto e Ana Karine Araújo da Nóbrega. Entre os pleitos apresentados, está a solicitação de melhorias para a Escola Estadual Professor Leomar Batista de Araújo.

Recentemente, o parlamentar encaminhou requerimentos solicitando para o município melhorias nas estradas, a instalação dos programas Moradia Cidadã e Cartão Reforma; abastecimento para comunidades rurais, veículos e equipamentos para fortalecer as atividades de extensão rural, entre outras ações.

A cidade de Campo Redondo tem realizado diversas atividades nos mais diferentes seguimentos dentro da programação em comemoração aos 55 anos de Emancipação Política. Um destes momentos aconteceu na última sexta-feira (23) no Concurso da Miss Campo Redondo. Onze garotas disputaram o título máximo da beleza no município, com idades de 15 a 20 anos.

A grande campeã foi a jovem Vanessa Brilhante, que recebeu a faixa e coroa de Miss Campo Redondo 2018 e representará o município nos principais eventos da cidade e de toda região.

Crédito da foto: Arquivo/Agência Brasil

Os boletos vencidos acima de R$ 800 já podem ser pagos em qualquer banco. A nova medida começou a valer no último sábado (24) e faz parte da nova plataforma de cobrança da Federação Brasileira de Bancos (Febraban). As mudanças estão sendo feitas de forma escalonada, tendo sido iniciada com a permissão para quitação de boletos em atraso acima de R$ 50 mil. A partir de 26 de maio, serão permitidos os boletos acima de R$ 400 e a expectativa é que até setembro deste ano o processo seja concluído.

A nova plataforma de cobrança permite a identificação do Cadastro de Pessoa Física (CPF) ou do Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) do pagador, o que, de acordo com a Febraban, facilita o rastreamento de pagamentos. Ao quitar o boleto, o próprio sistema verifica as informações. Se os dados do boleto coincidirem com os da plataforma, a operação é validada.

Cronograma

Em 21 de julho, poderão ser pagos em qualquer banco após o vencimento os boletos de qualquer valor. Em 22 de setembro o processo será concluído com a inclusão dos boletos de cartão de crédito e de doações, entre outros.

 

Crédito da foto: Ingá Cidadão.com

A Prefeitura Municipal de Currais Novos através da Secretaria Municipal de Agricultura, Meio Ambiente e Abastecimento (SEMAAB) realizará na próxima quarta-feira (28) a partir das 8h no Mercado Público Municipal, a entrega de peixes aos servidores municipais que desejarem adquirir o pescado corvina ao preço de R$10,40 o kg, compra esta que será descontada na folha de pagamento do servidor. A entrega acontecerá das 8h às 16h e cada funcionário terá direto de adquirir até 10kg.

Crédito da Foto: Assessoria de Comunicação

Jornalistas com relevantes serviços prestados à sociedade potiguar recebem, na próxima sexta-feira, dia 6, merecida homenagem da Assembleia Legislativa do Estado. Na ocasião, 24 profissionais serão agraciados com honraria entregue pela Casa, em solenidade marcada para as 9h e que acontece no plenário do legislativo estadual.

“A homenagem não se restringe, no entanto, aos 24 profissionais indicados pelos parlamentares. Essa sessão solene representa o reconhecimento do Poder Legislativo aos profissionais da notícia, que fazem do seu ofício um importante instrumento de transformação social”, declarou o presidente da Assembleia, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB).

Durante a sessão solene, a Assembleia Legislativa destacará o trabalho de 24 jornalistas , e prestará homenagem in memoriam ao jornalista Luís da Câmara Cascudo. O também advogado, antropólogo e historiador atuou no jornalismo nos veículos “A Imprensa”, “A República” e o “Diário de Natal” e é autor de livros aclamados nacional e até internacionalmente.

Crédito da foto: EBC

A Oitava Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) decidiu hoje (26), em Porto Alegre, por 3 votos a 0, rejeitar o embargo de declaração do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, seu último recurso na segunda instância da Justiça Federal.

O julgamento foi rápido, pois não houve sustentação oral de defesa ou acusação, apenas breves votos dos desembargadores João Pedro Gebran Neto, relator da Lava Jato no TRF4, Leandro Paulsen e Victor Laus.

Com o recurso, a defesa pretendia reverter a condenação, mesmo que o embargo de declaração não preveja mudança de um julgamento, apenas esclarecimentos sobre seu resultado.

Logo após a publicação da decisão, em um prazo de até 10 dias, a rejeição do embargo deve ser comunicada ao juiz Sérgio Moro, responsável pela Lava Jato na primeira instância e que condenou Lula, em junho do ano passado, pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, no caso do tríplex em Guarujá (SP).

Em tese, a defesa de Lula ainda pode apresentar um novo embargo no TRF4, contra a rejeição do primeiro embargo, mas os desembargadores, nesses casos, costumam considerar esse tipo de recurso como protelatório.

No acórdão (sentença do colegiado) em que confirmou a condenação de Lula e aumentou sua pena de 9 anos e 6 meses para 12 anos e 1 mês de prisão, a Oitava Turma do TRF4 determinou também que, após o julgamento do embargo, Moro fosse notificado para que pudesse ordenar a execução provisória de pena pelo ex-presidente.

A determinação citou entendimento estabelecido em 2016 pelo Supremo Tribunal Federal (STF), que, em três ocasiões naquele ano, assentou que condenados em segunda instância podem começar de imediato a cumprirem suas penas.

O plenário do STF, entretanto, emitiu na semana passada um salvo-conduto que garante a liberdade de Lula ao menos até o dia 4 de abril, quando está marcado o julgamento de um habeas corpus preventivo do ex-presidente, com o qual ele pretende não ser preso enquanto recorre a instâncias superiores, como o Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Eleição

A confirmação final da condenação de Lula pela segunda instância da Justiça pode ainda impedir que ele se candidate à Presidência nas eleições deste ano. Em pesquisas recentes, o ex-presidente, que já anunciou sua vontade de concorrer, aparece como líder de intenções de voto.

Pela Lei da Ficha Limpa, sancionada pelo próprio Lula em 2010, aquele que for condenado por órgão colegiado, como é o caso do TRF4, por determinados crimes, entre eles, o de lavagem de dinheiro, fica sujeito à inelegibilidade por oito anos, a contar da data da publicação do acórdão.

Fica a cargo do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidir a respeito da aplicação da lei no momento em que for solicitado o registro de candidatura.

Crédito: Sergio Vilar

O filme de abertura da primeira edição do Cine Fest RN não é apenas um longa-metragem com elenco da poderosa Rede Globo e figuras cults como Paulo César Peréio. Foi também filmado em Natal, com toda a produção e equipe técnica local e conta um pedaço da história da cidade, durante a invasão holandesa, quando Natal passou a se chamar Nova Amsterdã, título do mais novo trabalho do cineasta Edson Soares.

A sinopse de Nova Amsterdã conta, basicamente, o romance entre um jovem casal durante o período da invasão holandesa no Rio Grande do Norte, no ano de 1633. E embora seja um romance ficcional, a história está calcada em fatos históricos do período colonial potiguar. “Ficção e história se misturam. Foi preciso muita imaginação e pesquisa para recontar os fatos”, conta o cineasta.

A pré-estreia do filme está agendada para o próximo 24 de abril, na abertura do Cine Fest RN, no Cinemark do shopping Midway Mall, para imprensa, convidados, elenco e patrocinadores. Na segunda quinzena de maio entrará no circuito para o público pagante, nas salas do Cinépolis do Natal Shopping e do Partage Zona Norte, e também no Moviecom (Praia Shopping). Em junho chega ao Partage Shopping, em Mossoró.

O longa entra em circuito nacional também em junho, com exibição no Manaíra Shopping, em João Pessoa (PB); sessão especial na Sala do Reserva Cultural, em São Paulo, na Estação Net Botafogo, no Rio de Janeiro, e na Caixa Belas Artes, também no Rio. No mês seguinte, em julho, tem exibição no Cinema da Fundação Joaquim Nabuco, em Recife (PE), e em outras duas salas, a critério do distribuidor.

FILMAGENS

As filmagens do longa foi toda concentrada em um galpão alugado no bairro do Alecrim. Lá foram montados cenários fictícios da Fortaleza dos Reis Magos e do engenho Ferreiro Torto (Macaíba), palcos fundamentais da história retratada.

“Infelizmente foi impossível filmar na própria Fortaleza ou no engenho. Barulho, transporte do elenco e, principalmente, falta de infraestrutura adequada nos dois locais, forçaram as gravações no estúdio e ao uso do croma-key. Na Fortaleza ou no engenho, a energia disponível não resistiria a um refletor”, lamenta Edson.

Além de Peréio, que fará o papel do dono do Ferreiro Torto, o elenco conta com Roney Villela (Tropa de Elite), que fez o capitão-mor do Forte; Anselmo Vasconcelos será Jacob Rabbi, o alemão sanguinário; Leonardo Miggiorin é o protagonista masculino; Cristina Prochaska será a mãe da protagonista, vivida por uma atriz local, Thalita Kumme; Joanna Fomm será a tia da protagonista; e Marcélia Cartaxo será a mulher de Peréio.

A equipe técnica é formada por Roberto Morais (fotografia), Alessandro Souza (câmara), Edesiane Maria (coordenadora de produção), Luís Molinar (direção de arte), Beto Maciel (supervisão de efeitos). Todos profissionais locais.