A Secretaria do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social (Sethas-RN) realiza, de 26 de junho a 12 de julho, as oficinas de capacitação para implantação da plataforma Virtual Cadastro Único do RN (CadRN). As oficinas serão realizadas na Escola de Governo.

Inicialmente, as oficinas serão direcionadas para os 42 municípios habilitados a receberem o Cofinanciamento Estadual de Média Complexidade. Poderão participar os gestores municipais da Assistência Social, os coordenadores dos Centros de Referência da Assistência Social (CRAS e CREAS) e presidentes de conselhos municipais.

No mês de agosto as oficinas irão contemplar os demais municípios que aderiram ao termo de cooperação para utilização do sistema.

O CaDRN é um sistema de informações do perfil populacional do Rio Grande do Norte criado por técnicos do Governo do Estado. A ferramenta permite aos profissionais da assistência social ter acesso a dados como população sem acesso a água, habitação, coleta de lixo, nível de pobreza e de alfabetização, dentre outros.

Os dados do CadRN são extraídos do Cadastro Único do Governo Federal, o mesmo que serve de base para o Bolsa Família, por exemplo. No entanto, diferente deste último, ele poderá ser acessado por uma gama mais ampla de profissionais que precisam de dados para implementação de políticas públicas.

Henrique Meirelles, ministro da Fazenda, participa de evento em São Paulo (Foto: Karina Trevizan/G1)

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse nesta sexta-feira (23) que há uma discussão “embrionária” sobre o uso do FGTS para substituir parte dos pagamentos do seguro-desemprego. A informação foi publicada pelo jornal O Globonesta.

“Isso é algo que está em discussão, não tem uma decisão final ainda. É um assunto ainda embrionário”, afirmou após particpar de evento com empresários em São Paulo. “Existem diversas propostas em discussão que ainda não subiram ao nível onde podemos analisar e dizer ‘sim, vamos seguir em frente, ou não’.

Ele ressaltou, no entanto, que a análise ainda está na área técnica da Fazenda e ainda não foi submetida para à chefia da pasta. “Meu conhecimento sobre isso é o mesmo que o de vocês. Vi na imprensa, alguém falou”, falou o ministro.

Segundo a reportagem do jornal O Globo, o governo estuda reter parte do FGTS dos trabalhadores demitidos sem justa causa e parcelar o saque da conta em três vezes. Assim, o trabalhador só poderia solicitar o seguro-desemprego se ficasse mais do que três meses desempregado.

Hoje os trabalhadores que são demitdos têm direito a receber o valor total do FGTS e multa de 40% do saldo total em uma parcela única, além do seguro-desemprego.

Karina Trevizan, G1

Trabalho, Stress e Saúde. Esse foi o tema do 19° Fórum Internacional de Qualidade de Vida no Trabalho e do 9° Encontro Nacional de Qualidade de Vida no Serviço Público, que aconteceu entre os dias 20 e 22 de junho, em Porto Alegre, e contou com a participação de duas servidoras da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte. A Casa foi representada pela psicóloga Andrezza Amaral e pela assistente social Cláudia Catarina, que compartilharam, durante os eventos, a atenção do legislativo estadual aos seus servidores.

“Valorizar e trazer melhorias para o servidor é fundamental para alcançarmos um novo cenário de gestão de pessoas na nossa instituição, exatamente o que temos realizado na Assembleia Legislativa e dividimos com os demais participantes dos eventos”, destaca Andrezza. “Trabalhamos de forma multidisciplinar e contamos com a participação ativa dos servidores para o sucesso dos nossos programas”, explicou Cláudia. As duas integram a Coordenadoria de Recursos Humanos da Casa.

Modelos de programas de qualidade de vida no trabalho, a Síndrome de Burnout e a felicidade no trabalho foram alguns dos principais assuntos debatidos no Fórum e no Encontro e a psicóloga Andrezza Amaral acredita que poderá implantar novas ações semelhantes as que vêm sendo praticados por outras instituições no Brasil e fora dele. Além de servidores de diversas instituições, os eventos contaram com palestrantes nacionais e internacionais.

As ações referentes aos programas de qualidade de vida do trabalho apresentadas pelas servidoras foram demandadas e aprovadas pela equipe de Gestão da Assembleia Legislativa em seu Planejamento Estratégico concluído para execução no biênio 2017/2018.

Garantir o acesso igualitário de toda a população a consultas, exames e procedimentos de média e alta complexidade, é um dos objetivos do “Novo Protocolo de Regulação” que a Prefeitura Municipal de Currais Novos através da Secretaria Municipal de Saúde, implantou na rede de saúde do município e tem como meta gerenciar melhor os encaminhamentos dos pacientes à estes serviços. O Novo Protocolo foi apresentado em reunião na tarde desta quinta-feira (22) na Secretaria Municipal de Saúde, com a presença do Vice-Prefeito Anderson Alves, da secretária de Saúde, Rosário Bezerra, e da equipe da SEMSA.

“Este novo protocolo levará em consideração as necessidades clínicas de cada paciente, e com isso, irá melhorar o atendimento aos usuários”, disse a Secretária de Saúde, Rosário Bezerra.

O Novo Protocolo

A Central de Regulação otimizará os serviços com maior qualidade e resolutividade, e tem na equipe duas enfermeiras autorizadas pelo Ministério da Saúde capazes de realizar a análise de cada caso. A marcação de consultas, exames, procedimentos de média e alta complexidade, além de outros serviços importantes, serão realizados nesta central através do sistema web do SISREG. A Central funcionará na Secretaria Municipal de Saúde e atenderá a população da seguinte maneira: de 7h às 9h atendimento voltado para a pactuação estadual; Atendimento de pactuação municipal será de 9h até as 17h.

A adesão ao SISREG – Sistema Nacional de Regulação, fará com que o município de Currais Novos economize R$ 4 mil mensal, custo do sistema antigo, economia essa que só foi possível devido à adesão do município à este novo sistema do Governo Federal. Em março, três servidores da Secretaria Municipal de Saúde participaram de capacitação em Brasília para conhecerem o sistema e, assim, organizarem o novo protocolo de regulação em Currais Novos.

Tradicional evento da programação da Festa de Sant’Ana de Currais Novos, a “Feirinha” deste ano celebra sua 23ª edição no dia 22 de julho em novo formato para melhor acomodar o público, comerciantes e ambulantes, e todas estas novidades foram apresentadas para a imprensa local na manhã desta sexta-feira (23) no auditório da CDL, com a presença do Vice-Prefeito Anderson Alves, do padre Erivan Primo, de Rudson Gomes Cunha (CDL), Jailson Domingos (Comissão Organizadora), e equipe da Prefeitura Municipal.

“Todas as mudanças foram pensadas para melhor atender o grande público que prestigia nossa feirinha”, disse o Padre Erivan Primo, que destacou o novo formato do evento, que este ano acontecerá entre o Coreto “O Guarani” até o Fórum Municipal, ocupando todo o espaço do Largo da Avenida Cel. José Bezerra. Para o Vice-Prefeito Anderson Alves, é muito importante a soma de esforços entre a prefeitura, CDL e Paróquia para o sucesso do evento. “Essa tradição da feirinha vem se fortalecendo e a Prefeitura é uma parceira importante, contribuindo com a estrutura e divulgação turística do evento”, comentou Anderson.

De acordo com Rudson, “o espaço atenderá melhor as necessidades das pessoas”, e que terá disponível para venda 110 espaços. No palco principal, shows de Robson Ilsen e Robson Carneiro e o Forró de Autoridade. O lançamento para os comerciantes, ambulantes e público que desejar comprar algum espaço, acontecerá na próxima quarta-feira (28) às 8h na CDL.

A Prefeitura Municipal de Currais Novos através da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Urbanos (SEMOSU) iniciou na última segunda-feira (19) a reforma da Quadra de Esportes do “Largo Jr Toscano”, importante espaço para a prática de esportes e atividades físicas localizado entre o bairro Dr. José Bezerra (Promorar) e Walfredo Galvão (IPE). De acordo com o Secretário de Obras, Lucas Galvão, a “Nova Quadra do Largo” terá um muro de proteção com a fixação da tela metálica, novas traves, além de iluminação com lâmpadas de 400 watts, a “luz branca”. “O Prefeito Odon Jr recebeu a reinvindicação da população para que a Prefeitura reformasse a quadra, e prontamente estamos atendendo esta solicitação que garantirá uma melhor prática das atividades físicas e esportivas neste local”, disse Lucas.

No último dia de sua viagem à Europa, o presidente Michel Temer cometeu uma gafe durante compromisso oficial na capital norueguesa, chamando o rei norueguês Harald V, de “rei da Suécia”, país escandinavo vizinho à Noruega. O ato falho ocorreu em uma declaração de despedida nesta sexta-feira (23), na qual o presidente agradeceu, dirigindo-se à primeira-ministra norueguesa Erna Solberg, a hospitalidade das autoridades e do povo da Noruega.

No mesmo pronunciamento, Temer também se atrapalhou ao dizer que, mais tarde, iria visitar o parlamento do país europeu. Em vez de se referir ao Legislativo norueguês, ele disse que iria ao “parlamento brasileiro”.

“Mais uma vez, quero agradecer à vossa excelência e a todo o povo norueguês a gentileza e a delicadeza com que nos recebem. Embora voltando hoje [sexta] ao Brasil, desde já, com a reunião que tivemos ontem [quinta] com os empresários e da reunião que tivemos agora com vossa excelência e, mais adiante, com o parlamento brasileiro e, um pouco mais adiante, com sua majestade, o rei da Suécia, eu já tenho a mais firme convicção de que, embora muita rápida nossa visita, ela estreita cada vez mais os laços do Brasil com a Noruega”, disse Temer à primeira-ministra norueguesa.

Michel Temer desembarcou em Oslo na manhã desta quinta (22). No primeiro dia de compromissos no país escandinavo, ele teve encontro com empresários nórdicos.

Nesta sexta, o chefe de Estado brasileiro foi recebido pela primeira-ministra da Noruega. Do lado de fora da residência oficial de Erna Solberg, um grupo fez uma manifestação exibindo cartazes pedindo respeito à democracia, aos direitos humanos e aos direitos indígenas.

Ambientalistas noruegueses e representantes de povos indígenas brasileiros protestaram contra as políticas ambientais e indigenistas do governo Michel Temer (Foto: Rainforest Foundation Norway)

As cobranças ao presidente brasileiro não se restringiram ao protesto de militantes ambientais. Dentro da residência oficial, a primeira-ministra norueguesa disse a Temer que a Lava Jato preocupa o país europeu e afirmou que é preciso achar uma solução para a corrupção no Brasil.

“Estamos muito preocupados com a Lava Jato. É importante fazer uma limpeza”, disse Erna Solberg.

A referência à Lava Jato não foi o único constrangimento que Temer passou em meio à visita à Escandinávia. Na véspera da audiência com a primeira-ministra, o governo norueguês já havia anunciado que deve cortar pela metade o repasse ao Fundo Amazônia previsto para o ano que vem. Serão R$ 200 milhões a menos para a proteção da floresta brasileira.

O país nórdico, que já investiu quase R$ 3 bilhões em projetos de preservação e proteção de povos indígenas e da Amazônia – o Brasil recebia o equivalente a R$ 400 milhões por ano – manifestou insatisfação com recente alta do desmatamento em território brasileiro, especialmente, na região amazônica.

Há cerca de três anos, os índices de desmatamento passaram a aumentar no Brasil e os noruegueses começaram a questionar as políticas de conservação.

Embarque de volta

Temer e a comitiva de ministros e parlamentares brasileiros que o acompanhou no rápido giro pela Europa embarcarão de volta ao Brasil às 16h30 no horário local (10h30 em Brasília).

Antes de desembarcar na Noruega, a comitiva presidencial havia feito uma visita de dois dias à Rússia. Em Moscou, Temer visitou o Legislativo local, se reuniu com o primeiro-ministro russo Dmitri Medvedev e esteve, em duas ocasiões, com o presidente da Rússia, Vladimir Putin.

O chefe de Estado brasileiro também aproveitou a estadia em território russo para assistir a uma apresentação do famoso balé Bolshoi. No teatro russo, Temer ficou sentado ao lado de Putin, que resolveu, de última hora, assistir ao balé.

G1, Brasília

Pela primeira vez, um norte-rio-grandense vence o Prêmio Sesc de Literatura. Natural de Mossoró, José Almeida Junior teve seu romance Última Hora selecionado na edição 2017 do prêmio. O outro selecionado foi o paulista João Meirelles Filho, com o seu Poraquê e Outros Contos. Os vencedores terão suas obras publicadas pela editora Record, além de participar de festivais literários e eventos promovidos pelo Sesc. Ao todo, foram inscritas 1793 obras oriundas de diversos lugares do país: 980 romances e 813 coletâneas de contos.

 

O sonho de se tornar escritor profissional foi finalmente concretizado pelo mossoroense José Almeida Junior, 34, que mora em Brasília exercendo o cargo de Defensor Público do Distrito Federal. “Desde a adolescência, já tinha o sonho de ser escritor, mas, por questões profissionais, acabei trilhando outro caminho. Há cerca de 5 anos, resolvi que estava estabilizado e queria ser escritor”, relembra.

 

Na primeira tentativa de vencer o Prêmio Sesc de Literatura, em 2016, ele inscreveu outra obra: O homem que odiava Machado de Assis. O texto ficou entre os 30 pré-selecionados, mas parou por aí. Foi com Última Hora – um romance histórico inspirado na época do Estado Novo – que o escritor logrou êxito no prêmio. A história gira em torno do jornal Última Hora, fundado por Samuel Wainer.

 

Nele, o personagem fictício Marcos, que foi vítima de tortura no Estado Novo, vive o drama de trabalhar para o periódico que apoia o governo Vargas, por conta de necessidades financeiras. “Criei um personagem comunista que trabalhava para um jornal que apoiava Getulio Vargas”, conta. Para embasar os fatos históricos narrados no livro, consultou jornais da época, anais da Câmara dos Deputados e autos da CPI que investigou o jornal.

 

Segundo o autor potiguar, o livro foi escrito especialmente para o Prêmio Sesc de Literatura, o qual, para ele, descentraliza e renova a literatura. “[O prêmio] já virou concurso de referência para autores iniciantes, porque, além publicar a obra pela Record, o Sesc insere o autor no circuito cultural”.

 

A obra vencedora na categoria Conto tem como tema central o meio ambiente, que é o cotidiano de João Meirelles. Ativista ambiental e empreendedor social, o paulista de 57 anos mora em Belém do Pará, onde se dedica à região da Amazônia. Em Poraquê e Outros Contos, os oito contos tratam da relação do homem e o desconhecido na Amazônia, seja diante do impacto de mudanças climáticas, seja das encantarias. 

 

Sobre o prêmio

 

Desde 2003, o Prêmio Sesc de Literatura identifica novos escritores que tenham obras com qualidade literária para edição e circulação em todo o país. Além do reconhecimento nacional, os vencedores têm seus livros publicados pela Editora Record, com tiragem inicial de 2 mil exemplares, e participam de eventos literários promovidos pelo Sesc. A primeira agenda da dupla vencedora deste ano será na Flip 2017, onde participarão de um bate-papo com o público dentro da programação do Sesc Paraty. O lançamento dos livros selecionados será realizado em novembro.

 

Mais do que oferecer uma oportunidade a novos escritores, o Prêmio Sesc de Literatura cumpre um importante papel na área cultural, proporcionando uma renovação no panorama literário brasileiro.

A Frente Parlamentar da Apoio à Agricultura Familiar da Assembleia Legislativa, fórum que conta com a participação de legisladores estaduais e entidades ligadas ao setor com o objetivo de atuar em favor do desenvolvimento da atividade no Rio Grande do Norte, promove nova reunião nesta segunda-feira (26), às 9h, na sede da Emater, em Natal. A Frente da Agricultura é composta pelos deputados Souza (PHS), que preside o grupo, Fernando Mineiro (PT), George Soares (PR) e Gustavo Carvalho (PSDB).

“A Frente Parlamentar da Agricultura Familiar é um espaço para articularmos as ações dos diversos órgãos voltados para o setor e que visa promover a discussão, elaboração e aplicação de políticas públicas para o fomento da atividade agrícola no Estado, priorizando a agricultura familiar”, explica Souza.

A reunião vai deliberar a seguinte pauta: apresentação sobre a situação da agricultura familiar no RN, a ser conduzida por César Oliveira, membro da base do LabRural; explanação acerca das estratégias para levantamento de proposições da agenda política da Frente, por Cátia Lopes, diretora da Emater; exposição sobre energia eólica nos projetos de assentamentos do RN, a ser ministrada por José Augusto Silva, engenheiro agrônomo do Incra/RN; e apresentação sobre o programa Agro+, por Guilherme Saldanha, secretário estadual de Agricultura, Pecuária e Pesca.

A Frente Parlamentar da Agricultura Familiar conta com a participação da Emater, Idiarn, Igarn, Incra, Seara, Idema, Agência de Fomento do RN, FETRAF-RN, MST, Sebrae, Senar, Femurn e Fecam.

Quadrilha Junina São João, de Natal, venceu o concurso de Quadrilhas Juninas da Intertv 2017 (Foto: Rafael Pereira/Cedida)

Festa junina é uma tradição que permanece viva nos dias de hoje em todos os estados do Nordeste. E no Rio Grande do Norte a tradição é tão forte quanto em Pernambuco, com seu tradicional São João de Caruaru, e Paraíba, com a festa junina de Campina Grande. Em terras potiguares, as maiores festas são realizadas no Mossoró Cidade Junina e no São João de Assu. Mas não faltam atrações do sertão ao litoral. Na capital, o São João de Natal garante a diversão de quem pretende comemorar a festa em um animado arraial. A estrutura foi montada pela prefeitura na área externa da Arena das Dunas.

G1 preparou um guia junino para este final de semana em que se comemora o dia de São João (24). São atrações em várias cidades do interior, com shows musicais, festivais de quadrilhas, fogos, fogueiras, feiras de comidas e bebidas típicas. No guia, tem dicas até pra quem não quer sair de casa e não perder as festas juninas pela televisão. Confira:

Michel Teló cé uma das atrações do Mossoró Cidade Junina (Foto: Alexandre Durão/G1)

Mossoró, a Cidade Junina

A festança em Mossoró começou há uma semana. A cidade recebe o tradicional festival de repentistas no Memorial da Resistência, brincadeiras populares, feira de artesanato, cortejos do Pau-de-Arara Eletrônico e outras opções no Corredor Cultural. Nesta sexta (23), véspera de São João, tem shows na Estação das Artes Elizeu Ventania, no centro. As atrações são: Grupo Vina, Trio Mossoró, Roberto do Acordeon e Forró Encaixe. No sábado (24), os shows ficam por conta de Forró com Ella, Naelson Junior, Junior Viana e Aline & David. A grande atração do sábado será o show de Michel Teló, com transmissão ao vivo para todo o Nordeste no São João da Globo.

O espetáculo “Chuva de Bala no País de Mossoró” é uma das atrações da cidade (Foto: Divulgação/Prefeitura de Mossoró)

Quem escolhe Mossoró não tem apenas shows musicais para curtir. No adro da Igreja de São Vicente, também centro da cidade, ocorre o espetáculo “Chuva de Bala no País de Mossoró”, a partir das 21h30. A peça do dramaturgo João Marcelino, é uma tradição do São João mossoroense, que revive a resistência da população da cidade à invasão do bando de Lampião, em 1927. A encenação ocorre no mesmo local em que aconteceu a batalha histórica, que deu a Mossoró o título de “Cidade da Resistência”.

O público também pode conferir shows de pop-rock e MPB na Cidadela, perto da Igreja de São Vicente. E na Arena Deodete Dias, o espaço é das quadrilhas juninas tradicionais. Hoje e amanhã, a partir das 19h, tem as eliminatórias estaduais da categoria. E no domingo, a final estadual da categoria Tradicional.

Festival de Quadrilhas Juninas da Inter TV é uma das atrações em Natal (Foto: Rafael Pereira/Cedida)

Em Natal, festa na Arena das Dunas

O fungado da sanfona, as quadrilhas tradicionais, brincadeiras, comidinhas e o forró embalam o público na capital. O São João do Natal é realizado na parte externa da Arena das Dunas. A entrada é franca e as atrações começam no fim da tarde, seguindo até meia-noite. A abertura da noite desta véspera de São João (23) será às 18h com a Orquestra Sanfônica do Museu do Vaqueiro, formada por 22 instrumentistas-mirins, meninos e meninas entre 5 e 16 anos do Projeto Escola de Jovens Sanfoneiros.

Também haverá apresentações de Trio de Forró Pé-de-serra, Edja Alves com o show “Caprichosa e Nordestina” e Jaina Elne com seu especial “Folia Junina”. No sábado (24) Kleber Silva aquece o coração nordestino com seu “Forró Brechó”, e As Nordestinas e Fabiano Barbosa celebram a noite de São João. No domingo (25), os artistas Jarbas do Acordeom e seu trio e Isaque Galvão e os Canalhas encerram os festejos . Na área externa da Arena das Dunas, tem também parque de diversões com brinquedos e jogos, e praça de alimentação com culinária regional, distribuída em 52 tendas.

No mesmo espaço foi montado o Pavilhão das Quadrilhas. Desde quinta (22), sempre a partir das 16h, 20 quadrilhas se apresentam e disputam o título do Festival de Quadrilhas Juninas da Inter TV Cabugi, na categoria tradicional. As vencedoras serão conhecidas no domingo, ao final das apresentações.

Arraiás de rua

Por toda a capital, várias comunidades também realizam suas festas juninas, reunindo vizinhos e amigos. São os tradicionais “Arraiás de rua”. Nesta sexta (23), no Bom Pastor, tem o Arraiá dos Beijoqueiros, na região da praça de mesmo nome, na Av. Lima e Silva. A festança começa às 19h. No mesmo horário, na Rua São Rafael, loteamento José Sarney, Zona Norte, hoje e sábado (24) acontece o Arraiá da São Rafael. No bairro Potengi, também na Zona Norte, o Arraiá de Rua de Claudionor é animação garantida na Rua Rio Araguaia, de sexta até domingo (25). E na Comunidade Boa Esperança, no bairro Lagoa Azul, hoje e amanhã tem o Arraiá Fogueirão, começando às 20h.

Baladas juninas

As noites na capital também serão embaladas por atrações juninas. No Rastapé, em Ponta Negra, a programação começa às 22h. Nesta sexta (23) as atrações são Forró Selado e Xote Pra Bacana, e sábado (24), Forasteiros do Forró e Forró na Linha. Na Zona Norte, amanhã é dia do tradicional São João do Virgulino, no Forró do Virgulino. As bandas Xeqmat Estilizado e Forró do Xefe são as atrações musicais da festa.

Para o público LGBT, o Casanova Ecobar abre cedo nesta sexta, às 20h: tem o Arraiaw da Cafuçu, versão junina da festa “I Love Cafuçu”. O agito fica por conta de Raphael Dumaresq, Jaiara Fontes, Thiago Ricarte e Trio de Sanfoneiros, Ciara Leglam e Lucas D’Medeiros. No domingo (25), tem Arraiá na Vogue Natal, na área externa da boate. No palco, Kika Lima, Jane Mel e Chimene Nunes. A casa noturna promete algodão-doce, crepe, pipoca, paçoca e pé-de-moleque, e ainda quadrilha junina improvisada com participação da drag-queen Katreva Decupuar.

Festa na Região Metropolitana

Em Parnamirim, vizinho a Natal, as opções são as festas de bairro. Nesta sexta (23), tem o arraiá no Nova Esperança e o Arraiá do Stôro, no centro. Amanhã, a festa é garantida no Arraiá da Alegria (Parque de Exposições), Arraiá da Vovó (Monte Castelo), Arraiá do Macaco (Passagem de Areia) e o Arraiá Social Grito da Liberdade (Nova Esperança). No domingo, a pedida é o Arraiá Amigos de Monte Castelo, realizado no próprio bairro.

Também na Grande Natal, São José de Mipibu sedia a 29ª edição do “São João em São José”. Nesta sexta (23), tem festa no centro da cidade com as bandas Farra de Rico, Edson Cantor, Joãozinho Sanfoneiro & Trio Juá. Domingo (24), é a vez de Daniplay, Rainhas da Balada e Robson Farias subirem ao palco. Em Ielmo Marinho tem show de Farra de Rico, Circuito Musical e Forró Puxado nesta sexta (23). No sábado se apresentam Gianini Alencar, Giulian Monte e Mara Pavanelly. Toda a programação em Ielmo é gratuita.

 

Em Assu, o São João mais antigo do mundo

Além da festa junina, Assu comemora o padroeiro da cidade, São João Batista. Como a festa tem 291 anos, os assuenses se orgulham de ter o “São João Mais Antigo do Mundo”, título da festa que começou no dia 3 e segue até 2 de julho. Neste final de semana, a Praça São João, no centro da cidade, recebe shows musicais e também religiosos. Neste sábado (23), tem César Menotti e Fabiano, Renata Falcão e Núzio Medeiros. Domingo (24), é a vez de José Orlando, Zé Sanfoneiro, Padre Nunes e Forró de Pegador.

Em Caicó, o point é a Ilha de Santana

Na região do Seridó, Caicó também tem festa junina. Os eventos gratuitos são realizados na Ilha de Santana, ponto turístico da cidade. No espaço será montada uma estrutura com barraquinhas de comidas típicas. No Terreiro do Forró, área central da Ilha, ocorrem os shows musicais. Nesta sexta (23), tem Brandões do Forró e Robson Carneiro, amanhã (24), Laércio Vaneirão e Forró É Bom Demais, e no domingo (25), tem show de Rodolfo Lopes, e a cantora Dodora Cardoso faz um Tributo a Elino Julião.

Nos três dias, ainda na Ilha de Santana, acontece o Festival de Quadrilhas Juninas no Ginásio Nonozão. As apresentações começam às 19h e seguem até 1h da manhã. A feira de artesanato ocorre no Galpão Dona Maria Vale, onde foi montada uma estrutura com 30 estandes e mais de 50 expositores. Outra opção em Caicó é a Feira Sabores do Seridó, reunindo as empresas seridoenses que se destacam com a produção de alimentos, como queijeiras, cachaça, sorvete, biscoitos, doces e a tradicional carne de sol.

São João pela televisão

Vai ficar em casa ou quer opção pra curtir entre uma festa e outra? A dica é se ligar na Inter TV Cabugi. Nesta sexta à noite, após o “Conversa com Bial”, tem o São João da Globo Nordeste, com matérias jornalísticas produzidas pelas afiliadas da região. Sábado à tarde, às 14h, a Intertv Cabugi exibe o Programa Especial do Festival de Quadrilhas Juninas, num compacto com as três campeãs do concurso na categoria estilizada: Junina São João (campeã), Lume da Fogueira (vice-campeã) e Balão Dourado (3º lugar). À noite, após o “Zorra”, tem São João do Nordeste, um especial com shows ao vivo em vários estados da região. No Rio Grande do Norte, o comando será da jornalista Michelle Rincón, mostrando os shows do Mossoró Cidade Junina para todo o Nordeste.

Sérgio Henrique Santos, G1

Foco das ações da FTIP é a penitenciária de Alcaçuz, onde pelo menos 26 detentos foram mortos em janeiro (Foto: Thiago Amaral)

O Ministério da Justiça prorrogou por mais 30 dias a presença da Força-Tarefa de Intervenção Penitenciária (FTIP) no Rio Grande do Norte. Os agentes foram enviados ao estado para atuar com foco na penitenciária de Alcaçuz, onde 26 detentos foram mortos em janeiro após uma rebelião motivada pela briga entre facções criminosas.

A prorrogação foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta sexta-feira (23). A publicação destaca que o convênio agora é improrrogável. Os agentes vêm do Departamento Penitenciário Nacional; do Rio de Janeiro; do Ceará; de São Paulo; e do Distrito Federal. A grande maioria é formada por agentes federais de execução penal do Departamento Penitenciário Nacional (Depen).

Esses agentes penitenciários de outros estados têm treinamento especial para atuação em casos específicos como rebeliões, controle da população carcerária e intervenção em unidades prisionais. O trabalho desses profissionais será acompanhado pelo Departamento Penitenciário Nacional.

Massacre em Alcaçuz

No dia 14 de janeiro deste ano presos de uma facção criminosa conseguiram sair do Pavilhão 5 e mataram pelo menos 26 de uma facção inimiga que ficavam em outro Pavilhão, dando início a toda a crise vista em Alcaçuz.

Durante esse período, os presos ficaram soltos dentro dos pavilhões e o resultado foi uma grande depredação das estruturas. No próprio Pavilhão 5 paredes foram quebradas e portas das celas foram arrancadas pelos presos.

G1 RN

Um dos principais destinos turísticos do Rio Grande do Norte, que tem ganhado cada vez mais destaque Brasil afora, o município de São Miguel do Gostoso, estará 100% saneado até o final de 2018. O governador do Estado, Robinson Faria, assinou, no fim da tarde desta quinta-feira (22), em frente à Câmara Municipal da cidade, a ordem de serviço para o saneamento básico do município.

O investimento é de R$ 25,3 milhões com recursos de empréstimo via Governo Cidadão. O evento contou com a participação dos deputados José Adecio, Jacó Jácome e José Dias, além de secretários de Estado, do prefeito de São Miguel do Gostoso, Renato de Doquinha e demais chefes dos municípios que compõe o polo Costa das Dunas.

“Trago hoje a ordem de serviço que vai mudar a realidade dessa cidade e dos municípios vizinhos. O saneamento impacta diretamente a saúde, meio ambiente e impulsiona o turismo, o que reflete em bem estar à população e traz segurança para turistas e investidores”, disse o governador. Robinson lembrou, ainda, que o município possui 2,8% de saneamento. “Assim como fiz em Pipa, São Miguel do Gostoso vai chegar aos 100% saneada, ou seja, dois dos principais polos turístico do RN beneficiados, movimentado o turismo e o setor de emprego e renda, isso sem deixar de mencionar a nossa capital, Natal, que segue com obras a todo vapor para atingir os 100% saneada”, acrescentou.

Na ocasião, o governador falou, também, sobre outros investimentos do Executivo Estadual na região. Robinson anunciou a implementação de um Ciosp em Extremoz, interligado a unidade de Natal. O governador destacou, ainda, as ações de promoção dos destinos potiguares nas mídias internacionais, bem como a instalação do Hotel Vila Galé, em Touros. “Estamos transformando o turismo do Rio Grande do Norte”, disse.

Prefeito de São Miguel do Gostoso, Renato de Doquinha comemorou a conquista. “Com a chegada desse saneamento estamos a começar a maior obra estruturante da nossa cidade”, ressaltou o gestor. “Vamos ganhar mais qualidade de vida já que saneamento também é sinônimo de saúde”, complementou o morador Ramon Marcolino. Dados estatísticos apontam que a cada R$ 1 real investido em saneamento, R$ 4 são economizados com saúde. A expectativa da construtora vencedora da licitação é que a obra fique pronta em até 12 meses.

Acesso à água e inclusão produtiva

O governador assinou, ainda, as ordens de serviço para execução e acompanhamento dos subprojetos de Acesso à Água. O investimento total será de R$ 531.748 mil e vai beneficiar a Associação Boa Esperança, em São Miguel do Gostoso, e a Associação Nova Vida, em Touros. Os recursos serão investidos na construção de adutoras, perfuração de poços e aquisição de hidrômetros. Expectativa é que mais de 120 famílias dos dois municípios sejam beneficiadas.

 

Na oportunidade, também foram assinadas as ordens de serviço para implantação de inclusão produtiva com investimento total de R$ 867.474 mil. Serão beneficiadas associações de Rio do Fogo, Maxaranguape, São Miguel do Gostoso e Caiçara do Norte com reforma e ampliação de prédios, sistema de beneficiamento de algas e produção de fruticultura irrigada.

Reunião com prefeitos

Antes da solenidade de assinatura das ordens de serviço, o governador almoçou com os prefeitos do Polo Costa das Dunas que juntos formaram uma espécie de consórcio para fortalecer o turismo na região. Ao todo, nove gestores integram o grupo, sendo eles Renato de Doquinha (São Miguel do Gostoso), Laerte Paiva (Rio do Fogo), Assis do Hospital (Touros), Luiz Eduardo Silva (Maxaranguape), Amarildo Morais (Caiçara do Norte), Valdemir Belchior (Pedra Grande), Claudio Henrique (São Bento do Norte), Marcone Barreto (Ceará-Mirim) e Joaz Oliveira (Extremoz). Seguem declarações dos prefeitos:

Prefeito de Rio do Fogo, Laerte Paiva:

“Temos que agradecer ao governo pela força que vem sendo investida na nossa região, principalmente no que tange o turismo, nosso principal gerador de emprego”.

Prefeito de Touros, Assis do Hospital:

“Esse investimento vai ser muito bom para toda a região. Hoje o benefício será em São Miguel diretamente, mas o reflexo será sentido em todos os outros municípios da nossa região por sermos vizinhos”.

Prefeito de Maxaranguape, Luiz Eduardo Silva:

“Nosso litoral todo é vocacionado para o turismo e Robinson tem uma parcela importante em nos dar apoio junto ao Consórcio, incluindo esse investimento no saneamento de São Miguel com dispositivo de expandir para as outras cidades da região, então, não tem outro caminho que não seja andar junto com o governo para fortalecer ainda mais a nossa região”.

Prefeito de Pedra Grande, Valdemir Belchior:

“Estamos presenciando esse começo por São Miguel do Gostoso, na certeza que será expandido para os outros municípios da região”.

Prefeito de Caiçara do Norte, Amarildo Morais:

“Fomos bem atendidos pelo governador quando apresentamos o nosso projeto de consórcio e estamos vendo que ele vem fazendo um esforço maior para seguir ajudando a nossa região”.

Prefeito de São Bento do Norte, Claudio Henrique:

“Essa iniciativa do saneamento é positiva para todas as cidades do litoral Norte e esperamos que venha a melhorar ainda mais o nosso turismo”.

Justiça decidiu que os ex-presidentes da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha e Henrique Alves continuam presos. (Foto: Luis Macedo / Câmara dos Deputados)

A Primeira Turma do Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF-5) negou os pedidos de habeas corpus feitos pelos ex-deputados federais Henrique Eduardo Alves e Eduardo Cosentino da Cunha. Os dois estão presos por mandados de prisão expedidos pela Justiça Federal do Rio Grande do Norte, dentro da Operação Manus, deflagrada no dia 6 de junho.

Os desembargadores federais Élio Siqueira, relator do processo, e Roberto Machado acompanharam parecer do Ministério Público Federal e votaram pela negativa dos pedidos de liberdade. Apenas o desembargador federal Alexandre Luna foi favorável à concessão dos habeas corpus.

Para o MPF, há indícios de que Alves e Cunha praticaram, de forma continuada, os crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. Os ex-deputados federais e ex-presidentes da Câmara são acusados de receber propina para favorecer empresas de construção civil na obra do estádio Arena das Dunas, em Natal. O dinheiro ilegal teria chegado por meio de doações eleitorais oficiais e não oficiais, nos anos de 2012 e 2014, em troca de benefícios em favor de empreiteiras como OAS e Odebrecht.

Henrique Alves foi preso preventivamente no último dia 6 de junho, na capital potiguar, dentro da chamada Operação Manus, um desdobramento da Lava Jato. Cunha, que já se encontrava preso no Paraná, por conta de outro processo, tornou-se alvo também desse mandado de prisão preventiva.

A defesa dos dois entraram com pedidos de habeas corpus junto ao Tribunal Regional Federal da 5ª Região, localizado em Recife. Nesta quinta-feira (22), a Primeira Turma do TRF5 apreciou os pedidos.

Para o MPF, a manutenção da prisão preventiva de Henrique Alves e Eduardo Cunha é necessária para garantir a ordem pública e assegurar a efetiva aplicação da lei penal, uma vez que ambos continuam a exercer intensa atividade política em âmbito nacional. Dessa forma, o cerceamento da liberdade teria como objetivo evitar a continuidade das práticas ilícitas.

Operação Manus

Na terça-feira (20), o Ministério Público Federal apresentou denúnciacontra Henrique Alves e contra Eduardo Cunha. De acordo com o órgão, recursos de propinas pagas ao ex-deputado Henrique Alves (PMDB) pelas empreiteiras OAS e Odebrecht foram usados para a compra de apoio político na campanha eleitoral de 2014, quando o ex-parlamentar era candidato ao governo do Rio Grande do Norte. Ele perdeu a eleição.

De acordo com os procuradores, os recursos passaram pelas contas da empresa Pratika Locação de Equipamentos LTDA., de Carlos Frederico Queiroz Batista da Silva, o Fred Queiroz, também denunciado pelo MPF.

Os dados dos repasses, conseguidos pela investigação através de medida cautelar, e que constam na denúncia, somam mais de R$ 388,2 mil. O dinheiro foi rateado entre prefeitos, vereadores, um ex-deputado estadual e outros aliados.

“Sob pretextos de prestar serviços de ‘militância e mobilização de rua’, a empresa recebeu valores que, posteriormente, serviram na realidade para pagar políticos e pessoas politicamente relacionadas no Rio Grande do Norte, em troca de apoio ao candidato”, diz a denúncia.

Em entrevista coletiva na manhã desta quarta-feira (21), o MPF também afirmou que os recursos foram utilizados na compra de votos. Ao longo da campanha, a Pratika recebeu mais de R$ 9 milhões, dos quais mais de R$ 5 milhões foram sacados em espécie. De acordo com o procurador Rodrigo Telles, isso dificulta o rastreamento dos recursos.

Outras empresas também teriam sido usadas pelos investigados para lavar dinheiro das propinas. A defesa do ex-ministro Henrique Eduardo Alves informou que não vai se pronunciar, porque teve acesso à denúncia do MPF há pouco tempo e ainda irá ler o material.

Influência

Para o MPF, mesmo investigado, Henrique continuou tendo trânsito livre, marcando reuniões, indicando pessoas e influenciando em ministérios. “Foi apreendido celular de Henrique Alves e foram encontradas diversas mensagens já de 2017 com indícios de prática de tráfico de influência em diversos ministérios. O ex-ministro pediu exoneração do cargo, mas não deixou de ter influência no governo federal”, disse o procurador Rodrigo Telles de Souza.

Para exemplificar a influência exercida por Henrique Alves, os procuradores dizem que mensagens capturadas no celular do ex-ministro comprovam que ele indicou a nomeação de Henrique Pires como secretário nacional de Estruturação do Turismo. O cargo é responsável por liberação de recursos do governo federal para estados e municípios. “Em uma das mensagens ele disse que o indicado ‘é um dos nossos'”, disse Rodrigo Telles.

Henrique também exerceu influência para acelerar a transferência de uma servidora do Ministério do Meio Ambiente para o Rio Grande do Norte. Ainda de acordo com os investigadores, Alves também exerceu influência nos Ministérios da Educação e dos Transportes.

G1 RN

O comandante do Exército, general Eduardo Dias da Costa Villas Bôas, participa de audiência pública na Comissão de Relações Exteriores do Senado (Foto: Geraldo Magela/Agência Senado)

Convidado para uma audiência pública em uma comissão do Senado, o comandante do Exército, general Eduardo Dias da Costa Villas Bôas, afirmou nesta quinta-feira (22) que o uso de militares em atividades de segurança pública é “desgastante, perigoso e inócuo”. O oficial defendeu que o uso deste modelo, por meio de decretos presidenciais, seja repensado.

Villas Bôas participou na manhã desta quinta de audiência pública na Comissão de Relações Exteriores do Senado. Ele foi convidado para falar sobre questões ligadas à soberania nacional e aos projetos estratégicos do Exército.

Ao iniciar sua fala, um dos pontos que o general abordou foi a utilização dos decretos presidenciais de garantia da lei e da ordem para autorizar o emprego de militares em atividades de segurança pública. Ele ressaltou que, internamente, esse recurso “causou agora recentemente alguma celeuma”.

“Nós não gostamos desse tipo de emprego. Não gostamos”, disse o general aos senadores.

O artigo 142 da Constituição – que trata das Forças Armadas – prevê o uso de tropas do Exército, da Marinha e da Aeronáutica por ordem do presidente da República nos casos em que há o esgotamento das forças tradicionais de segurança pública, em graves situações de perturbação da ordem.

Segundo o Ministério da Defesa, de 2010 a 2017, foram realizadas 29 ações de garantia da lei e da ordem. Entre essas ações estava a segurança de grandes eventos, como a Copa do Mundo, a Copa das Confederações e a Olimpíada.

Os militares também foram às ruas nos últimos anos para conter ondas de violência pública. Entre os locais que as Forças Armadas atuaram está a ocupação da Favela da Maré, no Rio de Janeiro.

“Eu, periodicamente, ia até lá [Favela da Maré] e acompanhava nosso pessoal, nossas patrulhas na rua. E um dia me dei conta, nossos soldados, atentos, preocupados, são vielas, armados, e passando crianças, senhoras, pensei, estamos aqui apontando arma para a população brasileira, nós estamos numa sociedade doente”, relatou o comandate do Exército.

“Lá [na favela da Maré] ficamos 14 meses. No dia em que saímos, uma semana depois, tudo havia voltado ao que era antes. Temos que realmente repensar esse modelo de emprego, porque ele é desgastante, perigoso e inócuo”, complementou Villas Bôas.

Protesto em Brasília

No final do mês passado, gerou polêmica no país o uso das Forças Armadas para atuar na segurança de prédios públicos federais após uma manifestação de centrais sindicais, na área central de Brasília, terminar em atos de vandalismo.

Em meio ao protesto na Esplanada dos Ministérios, grupos com rostos cobertos – armados com paus, pedras – atearam foro em alguns prédios. Lixeiras, placas de trânsito também foram arrancadas pelo caminho.

A polícia usou gás lacrimogênio, gás de pimenta e tiros de borracha para conter os vândalos, mas não conseguiu disperçar os manifestantes que tentavam depredar os ministérios.

No momento em que os atos de vandalismo pareciam ter fugido do controle, o presidente Michel Temer assinou um decreto da Garantia da Lei e da Ordem autorizando o uso de tropas federais para proteger o Palácio do Planalto e as sedes dos ministérios.

Com isso, centenas de militares desembarcaram armados na Esplanada do Ministérios e ocuparam a fachada dos principais prédios públicos.

A medida gerou polêmica, especialmente, no Congresso Nacional. Assim que foi anunciado o envio dos militares para a área central de Brasília, deputados da oposição questionaram duramente o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), em razão de o governo ter atribuído a ele o pedido para que as tropas federais fossem usadas nas ruas da capital federal.

Na ocasião, Maia desmentiu o Palácio do Planalto, explicando que havia pedido a Temer apenas o emprego da Força Nacional, e não das Forças Armadas.

No dia seguinte, diante da repercussão negativa do uso dos militares, Temer revogou o decreto que havia autorizado a ida das Forças Armadas para a Esplanada dos Ministérios.

G1, Brasília

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A Ouvidoria Municipal da Prefeitura de Currais Novos vem realizando desde o início do ano um trabalho de acompanhamento das reivindicações, solicitações e de busca de informações feitas pela população do município à gestão municipal, o que resultou no atendimento de pouco mais de 100 demandas, sendo 85 pleitos populares resolvidos com sucesso, e outros que estão sendo atendidos de acordo com o cronograma das secretarias. De acordo com o ouvidor municipal, Oscar Gomes, a ouvidoria municipal se baseia em cinco princípios: elogio, sugestão, denúncia, reinvindicação e solicitação de informação. “É importante que a população nos procure para reivindicar, elogiar, sugerir ou criticar, e assim podermos solucionar alguns problemas”, disse Oscar. O objetivo principal da Ouvidoria é atender as demandas da sociedade e encaminhá-las para as secretarias.

A população curraisnovense pode entrar em contato com a Ouvidoria Municipal através do telefone (84) 3405-2715; email:ouvidoriapmcn@gmail.com; e pela fanpage (www.facebook.com/OuvidoriaMCN/)

O Governador Robinson Faria recebeu na manhã desta quinta-feira (22) representantes do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do RN (Setrans), Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário do RN (Sintro) e Sindicato dos Permissionários do Transporte Intermunicipal do RN (Sintra) para discutir a fiscalização do transporte público em todo o Estado.

Na pauta, foi tratado o decreto do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), publicado hoje, que dispõe sobre o Sistema de Transporte Coletivo Rodoviário Intermunicipais do Estado; e também a lei de n° 10.083 de junho de 2016, que regulariza o transporte público complementar.

Durante a reunião, Robinson Faria solicitou a criação de um grupo de trabalho para analisar os documentos. “É importante debater o assunto com as categorias envolvidas nesse processo, apresentar propostas e trazer melhorias para o transporte público do Rio Grande do Norte”, afirmou o governador.

Participaram do encontro a Secretária-chefe do Gabinete Civil, Tatiana Mendes Cunha, a Secretária de Segurança e Defesa Social, Sheila Freitas; o Comandante geral da PM, Coronel Azevedo; e o Diretor geral do DER, General Jorge Fraxe.

A Campanha Contra a Gripe em Currais Novos atingiu a meta de 87,48% do público-alvo imunizado contra os três tipos de vírus da gripe: vírus A (H1N1), A (H3N2), e gripe B. Mesmo faltando pouco para atingir a meta estipulada pelo Ministério da Saúde, que é de 90%, este índice no município deverá aumentar com a próxima atualização dos dados devido a continuidade da campanha. Entre os grupos prioritários, a meta foi alcançada e superada entre as gestantes (125,87%); puérperas (93,94%); e trabalhadores da saúde (111,89%). O grupo de crianças atingiu 66,22% e idosos 84,46%. Do total da população prioritária para receber a vacina (9.651), foram imunizadas 8.153.

A Secretaria Municipal de Saúde pede para que o público-alvo da campanha: professores das redes pública e privada, idosos (60 anos ou mais), crianças de 6 meses a menores de cinco anos, trabalhadores de saúde, gestantes, puérperas (mulheres até 45 dias após o parto), indígenas, população privada de liberdade, adolescentes que cumprem medidas socioeducativas e funcionários do sistema prisional, além de portadores de doenças crônicas como diabetes e hipertensão (levar a prescrição médica), que ainda não se vacinou, que procure as Unidades Básicas de Saúde que possuem sala de vacinação.

A vacina é contra indicada para quem já teve reações anafiláticas em aplicações anteriores, assim como pessoas que tem reações alérgicas à ovo.

O deputado estadual Nelter Queiroz (PMDB) fez uso da palavra na sessão plenária de ontem (21), na Assembleia Legislativa, para refutar notícia veiculada em blog que o relaciona aos apontados como destino final de vantagens indevidas da Operação Manus, em curso por iniciativa do Ministério Público Federal (MPF). A notícia publicada apresenta Nelter como o pai do ex-prefeito de Jucurutu Nelson Queiroz Filho.

“Há uma clara tentativa de envolver o meu nome nessa Operação, de denegrir a minha imagem. Porém, meu nome não consta na ação do MPF. Além do ex-prefeito não ser meu filho, todos em Jucurutu sabem que Nelson sempre votou no PMDB”, justificou Nelter Queiroz durante o seu pronunciamento.

O parlamentar também questionou o fato de não ter sido procurado pela redação do blog sobre a informação, o que, segundo ele, teria sido suficiente para esclarecer o mal-entendido. Nelson Queiroz Filho é irmão do deputado Nelter Queiroz e foi prefeito de Jucurutu entre os anos de 1993 e 1996 e de 2005 e 2012.

Gustavo Augusto, conhecido como Pica-Pau, atuava como instrutor de kitesurf em São Miguel do Gostoso. (Foto: Reprodução)

Um instrutor de kitesurf morreu afogado, na tarde desta quarta-feira (21), em São Miguel do Gostoso, litoral potiguar. Gustavo Augusto, conhecido como Pica-Pau, tentava salvar o filho que estava com ele em um kitesurf e acabou caindo no mar.

Pescadores relataram que o acidente aconteceu por volta das 16h30. Gustavo Augusto estava em um kitesurf com o filho, que tem 8 anos, nas costas. Em determinado momento, a criança caiu na água.

Ao perceber, o pai abandonou a prancha e voltou nadando para tentar resgatar o filho. O também kitesurfista Leandro Ferreira contou ao G1 que pescadores que estavam próximo ao local conseguiram visualizar a situação e então foram ao encontro da criança e de Gustavo.

Quando chegaram próximo, o pai empurrou o filho em direção aos pescadores e então teria afundado na água. “A criança foi resgatada e não se viu mais o Gustavo. O corpo dele só foi encontrado cerca de uma hora depois, quando eu e outro colega o encontramos a uma distância de aproximadamente 100 metros da praia”, relata Leandro Ferreira.

Ele e outro morador nadaram até o ponto onde estava o corpo de Gustavo e o arrastaram até à praia. “Infelizmente, quando chegamos ele já estava morto. Então puxamos o corpo para a areia”. comenta.

Gustavo era da Paraíba, mas passava temporadas em São Miguel do Gostoso atuando como instrutor de kitesurf. O filho dele foi resgatado e passa bem. Na noite desta quarta-feira, o Instituto Técnico-Científico de Perícia foi acionado para fazer o resgate do corpo.

G1 RN

www.scriptsell.net