MÃE

Não foi à toa que o Criador escolheu a espécie humana do sexo feminino para dar-lhe o poder da reprodução.

Ovários que, mensalmente, produzem células germinativas, para se unir à célula germinativa masculina e fazer surgir o início de uma nova vida.

Útero que acolhe o óvulo fecundado e aninha no seu manto vascularizado, chamado endométrio.

Bolsa amniótica que reveste e protege o embrião/feto em formação até o dia de sua despedida da vida intrauterina.

Vesícula vitelínica que alimenta o embrião até o terceiro mês de formação.

Placenta responsável pela troca de nutrientes, oxigenação e produção de líquido, necessários para o desenvolvimento fetal.

Cordão umbilical que nutre e desenvolve o feto por meio da troca de  sangue venoso/arterial entre o binômio materno fetal. Contrações uterinas estimuladas pelo hormônio Ocitocina, irá proporcionar a força necessária para transportar o bebê ao mundo extrauterino, assim como a abertura da porta, colo do útero, para sua passagem.

E ao nascer, uma descarga deste hormônio produzido pela neuro-hipófise materna, estimulará a produção do leite materno e se traduzirá em carga tamanha de amor incondicional para o resto de sua existência. Mesmo com separação corpórea entre mãe e filho pelo desligamento do cordão que os uniam, o vínculo mãe/filho se perpetuará para sempre.

Feliz dia das Mães!

Dr. Jodinaldo Lucena

You may also like...

0 thoughts on “MÃE”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *