All posts under: Educação

A gestação caracteriza-se como um processo complexo e significativo na vida da mulher, de seu cônjuge e familiares. Tal período é marcado por intensas mudanças e adaptações, sejam elas fisiológicas, psicológicas, emocionais, sociais, econômicas, dentre outras, que permeiam a relação da gestante e do seu entorno com a gravidez. Assim, novos cuidados tornam-se necessários para promover uma atenção obstétrica e neonatal qualificada e humanizada.
Em 2000, o Ministério da Saúde iniciou a implantação do Programa de Humanização no Pré-Natal e Nascimento (PHPN), com os objetivos de promover ações direcionadas à redução da morbi-mortalidade materna e melhorar os resultados perinatais, tendo como pano de fundo a humanização do atendimento. De acordo com a Lei Orgânica da Saúde, a assistência à saúde no Sistema Único de Saúde (SUS) deve abranger tanto as ações assistenciais quanto, as atividades de promoção da saúde e prevenção de doenças.
Neste contexto, o Projeto “Maternar”, apoiado nos princípios doutrinários e organizativos do Sistema Único de Saúde (SUS), na Política Nacional de Humanização e no Programa de Humanização do Pré-Natal e Nascimento, oferta atendimento multidisciplinar, em grupo, às gestantes de baixo risco, acompanhadas nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) do Município de Santa Cruz, interior do Rio Grande do Norte. Tal projeto tem como objetivo principal prestar um cuidado interdisciplinar à saúde física e emocional das gestantes, por meio de ações multidisciplinares, educativas, terapêuticas e de promoção à saúde, utilizando-se de técnicas lúdicas e dialógicas, visando o exercício da cidadania do público envolvido, bem como, estimular uma adaptação positiva às mudanças – físicas, emocionais e sociais – advindas da gestação.
O projeto vem sendo executado por profissionais da equipe multiprofissional e da residência multiprofissional em saúde materno-infantil do Hospital Universitário Ana Bezerra (HUAB) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), bem como por alunos bolsistas e voluntários da Faculdade de Ciências da Saúde – FACISA/UFRN. Espera-se que as ações do projeto possam contribuir para a promoção à saúde da mulher constituindo um diferencial à atenção prestada na região do Trairí, contribuindo para a formação de cidadãs empoderadas, para uma melhor assistência ao pré-natal, parto e puerpério, além de fortalecer o diálogo entre a comunidade e a instituição formadora/ assistencial.
Na última quarta-feira, 25 de setembro, foi realizada a atividade intitulada “MaternARTE: Despedida da barriga”, onde as gestantes participantes puderam experimentar um dia voltado a beleza, cuidado, bem-estar e vínculo mãe-bebê. Na ocasião, as gestantes ficaram sob os cuidados da equipe multidisciplinar do projeto, sendo realizado cabelo, maquiagem, pintura representativa do bebe na barriga e sessões de fotos.

O processo seletivo para vagas remanescentes do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) referente ao segundo semestre de 2019 começa nesta quarta-feira (4). As inscrições são gratuitas e devem ser realizadas pelo site do programa.

As vagas remanescentes são aquelas que não foram ocupadas durante os processos seletivos regulares do Fies. Por exemplo: desistência dos candidatos pré-selecionados ou pela falta de documentação.

edital com os prazos foi publicado na edição dessa segunda-feira (2) do Diário Oficial da União.

Como ocorre desde o segundo semestre de 2015, houve o estabelecimento de cursos prioritários. Até sexta-feira (6), serão ofertadas somente as vagas remanescentes nas áreas de saúde, engenharia e ciência da computação, licenciatura, pedagogia normal e superior.

A partir de sábado (7), as inscrições são abertas para todas as áreas. Os prazos para participar do processo seletivo dependem da situação do estudante. Candidatos não matriculados em Instituição de Educação Superior têm até 11 de setembro para se inscrever. Para os matriculados, o prazo é 29 de novembro.

Para a inscrição, o candidato tem que atender às seguintes condições: ter participado do Enem, a partir da edição de 2010, obtendo média igual ou superior a 450 pontos e nota na redação superior a zero; e possuir renda familiar mensal bruta per capita de até três salários mínimos.

A ocupação das vagas será ocorrerá de acordo com a ordem de conclusão das inscrições, que garantem ao candidato apenas a expectativa de direito à vaga remanescente para a qual se inscreveu. Após a conclusão da inscrição, o candidato tem dois dias úteis para validar as informações na instituição de ensino.

Não pode fazer a inscrição o candidato que não tenha quitado financiamento anterior pelo Fies ou pelo Programa de Crédito Educativo ou aquele que atualmente possua financiamento do Fies.

O dia 18 de julho de 2019 vai ficar marcado no calendário de atividades científicas do Hospital Universitário Ana Bezerra pela realização do seu I Seminário de Triagem Neonatal.

O evento foi idealizado e realizado pela equipe do Projeto de Extensão Retorno do 5º. Dia e serviço ambulatorial de Triagem Neonatal do Huab e que tem a coordenação da enfermeira Lana Farias. A organização contou com o apoio da Secretaria de Saúde do Município de Santa Cruz, da V URSAP e da FACISA /UFRN, que cedeu seu auditório.

A mesa de honra foi composta por Severino Clemente da Silva Filho, representando a superintendência do Hospital Universitário Ana Bezerra, por Maura Roberta Guilherme de Lima, Gerente da Unidade Regional de Saúde Pública (V URSAP), por Mayhara Myrna Bezerril Freire de Lima Galvão, Coordenadora de Atenção Básica da Secretaria Municipal de Saúde de Santa Cruz/RN e por Wilton Rodrigues Medeiros, representando a Gerência de Ensino e Pesquisa do Huab.

O Seminário teve como público alvo colaboradores e residentes do HUAB, profissionais da Atenção Básica da V URSAP e estudantes dá FACISA.

Na abertura dos trabalhos Severino Clemente parabenizou os organizadores e elogiou a iniciativa “por tratar de um tema de suma importância para cuidar da saúde dos recém-nascidos, e também permitir um tratamento adequado para as doenças eventualmente detectadas nos diversos testes que compõem a triagem”.

A primeira atividade foi uma palestra foi sobre Teste do pezinho, considerado um dos exames mais importantes para identificar quaisquer anormalidades e prevenir uma série de doenças no recém-nascido. Segundo Claudio Orestes, pediatra e palestrante do I Seminário de Triagem Neonatal do Hospital Universitário Ana Bezerra, as doenças detectadas são crônicas, genéticas e incuráveis. “Quando identificadas e tratadas precocemente, aumentamos a chance de um tratamento rápido e eficaz, afim de garantir uma melhor qualidade de vida para a criança e sua família.”

Em seguida o assunto foi Fluxograma de resultados de testes alterados e segmentos para cadastramento de unidades, com a  palestrante Enfermeira Ms. Kellyane Prata.

Na parte da tarde aconteceu uma mesa redonda: Triagem Neonatal: uma visão multiprofissional (Testes da Orelhinha, Linguinha e Coraçãozinho e Olhinho e do Pezinho) – Palestrantes: Fonoaudióloga Dra. Monique Ramos, Odontopediatra Dra. Viviane Fernandes, Cardiopediatra Dra. Marília Alcoforado, Oftalmologista Dr. Breno Gustavo e Assistente Social Ms. Karina Tatiane da Costa Martins.

Sobre a Rede Hospitalar Ebserh

O Hospital Universitário Ana Bezerra – Huab faz parte da Rede Hospitalar Ebserh desde agosto de 2013. Vinculada ao Ministério da Educação (MEC), a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) foi criada em 2011 e, atualmente, administra 40 hospitais universitários federais, apoiando e impulsionando suas atividades por meio de uma gestão de excelência.

Como hospitais vinculados a universidades federais, essas unidades têm características específicas: atendem pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), e, principalmente, apoiam a formação de profissionais de saúde e o desenvolvimento de pesquisas. Devido a essa natureza educacional, os hospitais universitários são campos de formação de profissionais de saúde. Com isso, a Rede Hospitalar Ebserh atua de forma complementar ao SUS, não sendo responsável pela totalidade dos atendimentos de saúde do país.

Esta semana foram assinadas ordens de serviço para conclusão de quadras poliesportivas em três escolas: Escola Estadual Jacumamúma, em Arês/RN; Escola Estadual Judith Bezerra de Melo, em Natal/RN; e Escola Estadual Peregrino Júnior, também em Natal/RN.

Além do secretário de Estado da Infraestrutura, Gustavo Coelho e do Subsecretário de Obras, Adalberto Albuquerque, estiveram presentes o Subsecretário da Secretaria da Educação, Marcos Lael, gestores das escolas e empresas responsáveis pelas execuções das obras.

As quadras poliesportivas nas escolas são fundamentais para garantir a prática esportiva no desenvolvimento de habilidades de crianças e adolescentes essenciais aos cidadãos.

SIN/ASSECOM

Da Agência Brasil

Começam hoje (11) as inscrições do Programa Universidade para Todos (ProUni). Ao todo, serão ofertadas, para o segundo semestre deste ano, 169.226 bolsas de estudos em instituições particulares de ensino superior, sendo 68.087 bolsas integrais e 101.139 parciais. O prazo para participar da seleção vai até 14 de junho. A inscrição deverá ser feita pela internet, no site do Prouni.

Os participantes podem escolher até duas opções de curso. Durante o período de inscrição, o candidato pode alterar as opções. Será considerada válida a última inscrição confirmada.

As bolsas de estudo ofertadas pelo ProUni são parciais, de 50% do valor da mensalidade, e integrais, de 100%. As bolsas integrais são destinadas a estudantes com renda familiar bruta per capita de até 1,5 salário mínimo. Já as bolsas parciais contemplaram os candidatos que têm renda familiar bruta per capita de até 3 salários mínimos.

Podem se inscrever candidatos que não tenham diploma de curso superior e que tenham participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018. Além disso, os estudantes precisam ter cursado o ensino médio completo em escola pública ou em instituição privada como bolsista integral.

É preciso ter obtido ainda uma nota mínima de 450 pontos na média aritmética das notas obtidas nas provas do Enem. O cálculo é feito a partir da soma das notas das cinco provas do exame e, depois, dividindo por cinco. Outra exigência é a de que o aluno não tenha tirado zero na redação.

Também podem participar do programa estudantes com deficiência e professores da rede pública.

Nota de corte

Diariamente o sistema do Prouni calcula a nota de corte, que é a menor nota para ficar entre os potencialmente pré-selecionados de cada curso, com base no número de bolsas disponíveis e no total de candidatos inscritos no curso, por modalidade de concorrência.

De acordo com o Ministério da Educação (MEC), a nota de corte é apenas uma referência para auxiliar o candidato no monitoramento da inscrição. Ela não é garantia de pré-seleção para a bolsa ofertada. O sistema do Prouni não faz o cálculo em tempo real. A nota de corte é modificada de acordo com a nota dos inscritos.

Calendário

A divulgação do resultado da primeira chamada está prevista para 18 de junho. Já a segunda chamada será no dia 2 de julho.

O candidato pré-selecionado deverá comparecer à respectiva instituição de ensino superior para comprovação das informações no período de 18 a 25 de junho, caso tenha sido selecionado na primeira chamada, e de 2 a 8 de julho na segunda.

O prazo para participar da lista de espera é de 15 a 16 de julho. A lista fica disponível no site para consulta pelas instituições no dia 18 de julho.

O Ministério do Estado da Defesa e a Fundação Banco do Brasil (FBB) firmaram na última quarta-feira, 5, uma parceria com o intuito de promover o desenvolvimento integral de crianças e adolescentes, com idades entre seis e 18 anos incompletos. As informações são da FBB

O projeto piloto tem previsão de início para agosto deste ano. A duração será de 18 meses. As primeiras turmas serão formadas em Brasília (DF), no Centro de Instrução e Adestramento de Brasília – CIAB, e em Mossoró (RN), na instituição militar Tiro de Guerra. Nessa fase, serão atendidas 50 crianças e adolescentes, com idades entre oito e 14 anos incompletos, alunos de escolas públicas, três vezes por semana, quatro horas por dia, no turno vespertino.

As atividades envolvem as temáticas de Sustentabilidade (construção de horta, projeto Lixo Zero e água); Cultura e Artes (música, artes visuais, teatro); Jogos e Esportes (brincadeiras, jogos competitivos e não competitivos).

O acordo de Cooperação foi assinado pelo ministro da Defesa, general Fernando Azevedo e Silva, pelo presidente do Banco do Brasil, Rubem Novaes e o presidente da Fundação Banco do Brasil, Asclepius Soares, em Brasília/DF.

Proporcionar inclusão social, digital e civismo são alguns dos benefícios que a parceria entre as Forças Armadas e Banco do Brasil vão reforçar no Projeto Forças no Esporte. “Desde 2003 mais de 30 mil crianças e adolescentes são atendidas e, agora, são duas instituições de renome unidas pela mesma causa”, declarou o ministro da Defesa, Fernando Azevedo.

Com experiências em programas e projetos anteriores, as instituições decidiram se unir para garantir que crianças e jovens tenham atividades do contraturno escolar. A ação será desenvolvida nas Organizações Militares, dependências das Forças Armadas (Aeronáutica, Exército ou Marinha), com a parceria do poder público local.

“Esta é uma ocasião muito importante para nós do Banco do Brasil e da Fundação Banco do Brasil. Nosso objetivo, talvez principal, seja promover a inclusão social para darmos oportunidade para as nossas crianças. Isto é a razão de ser da nossa Fundação. E nada melhor para esse objetivo do que aderirmos a esse esforço tremendo que as Forças Armadas estão fazendo para nossos jovens. Eu fui aluno interno do Colégio Militar e sei bem a importância de valores fundamentais como disciplina, hierarquia, honra, patriotismo e verdade que vocês podem passar para nossos jovens. Certamente vocês terão da nossa parte o total apoio”, declarou o presidente do Banco do Brasil, Rubem Novaes.

Com o Programa Forças no Esporte – Profesp, uma vertente do Programa Segundo Tempo, do Governo Federal, desenvolvido pelo Ministério da Defesa (MD), e apoio da Marinha, Exército e Aeronáutica e Ministério da Cidadania, cerca de 23,5 mil crianças e adolescentes de 107 localidades do território nacional são atendidas com atividades esportivas.

A Fundação BB atua há mais de 30 anos com o Programa AABB Comunidade, uma parceria com a Federação Nacional de Associações Atléticas Banco do Brasil – FENABB, que desenvolve ações que integram família, escola e comunidade, e contribui para a inclusão e o desenvolvimento educacional de crianças e adolescentes de famílias de baixa renda, por meio de atividades socioeducativas, culturais, artísticas, esportivas e de saúde. O Programa é desenvolvido nos clubes das AABB (Associação Atlética Banco do Brasil). Atualmente, 252 projetos estão em execução, beneficiando mais de 32 mil crianças e adolescentes em todo o País.

“O Programa Forças no Esporte é uma ação muito exitosa e a Fundação BB vai agregar muito com a sua experiência em projetos de educação. Na medida em que nos unimos ao Ministério da Defesa, Banco do Brasil e aos governos locais, nós potencializamos os resultados. E esses são os melhores resultados, porque estamos trabalhando com educação para crianças e garantindo a elas melhores oportunidades e um futuro promissor”, disse Asclepius Soares, presidente da Fundação BB.